Shangai sem novos casos de Covid-19 pela primeira vez desde março

Já em Pequim, foram relatas duas novas infeções locais este sábado.

Depois de uma primavera com meses de confinamento e restrições por causa da variante Omicron, a China não relatou novos casos de Covid-19 em Shangai pela primeira vez desde março, segundo o “The Guardian”.

As infeções diminuíram nos últimos dias e, este sábado, “não houve novos casos domésticos confirmados de Covid-19 e nenhuma nova infeção doméstica assintomática” no centro económico da China, informou Shangai.

O confinamento dos 25 milhões de habitantes da cidade foi suspenso principalmente no início de junho, mas há bairros que voltaram a impor restrições, sendo que milhões voltaram novamente para casa há duas semanas, depois de o governo ter ordenado uma nova campanha de testes em massa.

Já em Pequim, as restrições impostas em maio foram amenizadas depois que os casos diminuíram, mas aumentaram novamente este mês depois que surgiu um grupo de casos ligado à vida noturna. Após dias de testes em massa e bloqueios localizados, a cadeia de infeção foi bloqueada na semana passada, segundo as autoridades locais. Hoje foram relatas duas novas infeções locais.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Revista de imprensa internacional: as notícias que estão a marcar a atualidade global

Guterres encontra-se em Lviv com Zelensky e Erdoğan; Pelo menos 21 mortos em explosão na mesquita de Cabul; Agência Internacional de Energia vai liderar delegação na central nuclear de Zaporizhzhia

Senadora republicana Lisa Murkowski crítica de Trump vence primárias no Alasca

Segundo as projeções dos principais meios dos EUA, Murkowski venceu as eleições, derrotando uma vintena de concorrentes, entre os quais uma candidata apoiada por Trump, a também republicana Kelly Tshibaka.
Comentários