Siemens vence prémio de Empresa do ano na área dos Edifícios

A Siemens, através da divisão Building Tecnhologies (BT), acaba de ser galardoada com o prémio 2014 de Empresa Europeia do Ano pela consultora Frost & Sullivan. Um galardão que reconhece as empresas que se distinguiram por realizações excecionais no mercado, vem distinguir a liderança da BT na gestão de edifícios e serviços associados no espaço […]

A Siemens, através da divisão Building Tecnhologies (BT), acaba de ser galardoada com o prémio 2014 de Empresa Europeia do Ano pela consultora Frost & Sullivan. Um galardão que reconhece as empresas que se distinguiram por realizações excecionais no mercado, vem distinguir a liderança da BT na gestão de edifícios e serviços associados no espaço europeu e a conquista de uma quota substancial do mercado por parte desta divisão da Siemens.

Segundo a Siemens, esta liderança foi alcançada através “da implementação de soluções e serviços que têm por base o sistema de gestão de edifícios Desigo -, uma plataforma aberta de gestão de edifícios que controla a partir de uma localização central diversos equipamentos, tais como aquecimento, ventilação e ar condicionado, segurança, segurança contra incêndios, iluminação, proteção solar e gestão de energia”.

 

OJE

Recomendadas

Tribunal de Contas não afasta cenário de novas injeções de capital no Novobanco

O juiz conselheiro relator do relatório da auditoria do Tribunal de Contas à gestão do Novobanco, José Quelhas, referiu hoje que não está afastado o cenário de novas injeções de dinheiro público no ex-BES.

Dionísio Pestana pede reforma dos impostos como apoio às empresas

O presidente do Grupo Pestana afirma não precisar de ajudas diretas, perante o cenário de incerteza, mas pede ao Governo que avance com uma reforma nos impostos, apontando para a TSU.

Capgemini Portugal estima que receitas cresçam 16% em 2022 e tem 600 vagas de trabalho por preencher

A consultora tecnológica revelou ainda que está prestes a lançar o quarto laboratório de investigação no país, que será dedicado à cibersegurança da computação quântica e para a qual estão alocados cinco doutorados.