‘SIM Turismo’: ‘app’ quer ajudar a recuperar setor da restauração

A ‘SIM Turismo’ procura (através da implementação de QR Codes nos restaurantes e nos hotéis) facilitar o acesso a menus, promoções e reservas, ao mesmo tempo que contribui para a criação de proximidade com os clientes destes espaços, melhorando a experiência e dando uma resposta mais eficaz às suas necessidades.

A ‘SIM Turismo’ quer aproximar os clientes aos restaurantes, através de uma comunicação digital contínua, que permita facilitar a recuperação do agastado setor da restauração. A pandemia de Covid-19 impôs novos desafios ao setor que, através da digitalização procura recuperar fregueses e reduzir o impacto da crise no setor do turismo.

Desenvolvida pela empresa ‘Message in a Bottle’ em conjunto com a ‘msgFactory’, a ‘SIM Turismo’ procura (através da implementação de QR Codes nos restaurantes e nos hotéis) facilitar o acesso a menus, promoções e reservas, ao mesmo tempo que contribui para a criação de proximidade com os clientes destes espaços, melhorando a experiência e dando uma resposta mais eficaz às suas necessidades.

A estratégia da ‘SIM Turismo’ pretende tirar o máximo partido do SMS Marketing – envio segmentado de mensagens curtas destinadas a comunicar oportunidades, ofertas, atualizações e alertas relevantes para os clientes. Desta forma, será possível recorrer a campanhas de cupões, campanhas de aniversário, uso de questionários, através de ferramentas de som e imagem, que tornam as mensagens mais personalizadas e atraentes para os utilizadores.

Ruben Obadia, diretor-geral da Message in a Bottle, diz acreditar que “esta iniciativa vai permitir explorar o potencial dos negócios de restauração e de hotelaria no nosso país, reforçando a confiança dos consumidores através da comunicação de uma mensagem positiva que acaba por ser a prova de que o sector procura a constante atualização na forma como se relaciona com os clientes.”

De acordo com Filipe Mendes, presidente executivo da msgFactory, “é com orgulho que nos associamos a esta iniciativa, auxiliando com soluções tecnológicas à transformação digital do turismo em Portugal”.

Recomendadas

EDP emite 500 milhões de dólares de ‘green bonds’ a 5 anos

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento) do portfólio de projetos renováveis elegíveis da EDP, anuncia a empresa.

Metro de Lisboa tem um novo Provedor do Cliente e é o ex-ministro Vieira da Silva

Vieira da Silva foi eleito Provedor do Cliente do Metro de Lisboa, mas é “um contrato de prestação de serviço não remunerado”. O mandato é de um ano, renovável sucessivamente por iguais períodos.

“Nem eu nem a FPF quisemos criar esquema para iludir a AT”, defende selecionador sobre empresa que detém

Fernando Santos pretendia a anulação de liquidação de IRS no valor de cerca de 4 milhões de euros, verba relativa aos anos 2016 e 2017, sabe o JE. O contrato celebrado entre o selecionador e a FPF foi efetuado através de uma empresa, sendo que o respetivo IRC já foi liquidado.
Comentários