Sinistralidade Rodoviária: Madeira regista 66 acidentes de viação no espaço de uma semana

Estes acidentes resultaram em um ferido grave no Porto Santo, e 25 feridos ligeiros.

O  Comando Regional da Polícia de Segurança Pública da Madeira informa que a Região Autónoma da Madeira registou 66 acidentes de viação entre 15 e 21  de julho.

O concelho do Funchal foi o que registou mais acidentes, contabilizando um total de 22, seguido do concelho de Santa Cruz que teve 21. Os concelhos da Ribeira Brava e Machico tiveram cinco acidentes, Câmara de Lobos e Calheta tiveram quatro, a Ponta do Sol teve dois e Dão Vicente, Santana e Porto Santo tiveram um.

Estes acidentes resultaram em um ferido grave no Porto Santo, e 25 feridos ligeiros. Destes, dez registaram-se em Santa Cruz, sete no Funchal, três em Câmara de Lobos e em Machico e um na Calheta e em São Vicente.

Quanto à tipologia dos acidentes de viação, 47 foram colisões, 14 foram despiste e cinco foram atropelamento.

Ainda durante a semana em análise, a PSP realizou várias operações de fiscalização rodoviária que resultaram em 18 detenções por condução sob o efeito de álcool e duas detenções, uma em Câmara de Lobos e uma em Santa Cruz, por condução sem habilitação legal.

Das detenções por condução sob o efeito de álcool registaram-se seis no Porto Santo, quatro em Câmara de Lobos, três no Funchal, duas em Santa Cruz e uma na Ribeira Brava, na Ponta do Sol e na Calheta.

Foi ainda registada uma detenção no Funchal por condução sob o efeito de álcool e sem habilitação legal.

Recomendadas

Câmara do Funchal organiza sessões de informação para investidores das Comunidades Madeirenses

Pedro Calado comprometeu-se também a manter a proximidade e ligação com as Comunidades Madeirenses, garantindo que durante o mandato iria visitar algumas delas com o intuito de manter a proximidade e a ligação com a emigração.

Madeira: Santo António abre candidaturas para apoio à aquisição de material escolar

Os alunos com o primeiro escalão da ASE receberão 25 euros, os alunos com o segundo escalão  terão direito a 30 euros, com o terceiro escalão receberão 35 euros e aos beneficiários do quarto e quinto escalão será atribuído um o montante de 40 euros.

Empréstimos às famílias da Madeira diminuem em 62,1 milhões de euros

No segundo trimestre de 2022, 72,7% dos empréstimos foram destinados ao segmento da habitação, e os restantes 27,3% a consumo e outros fins.
Comentários