Sismos. São Jorge sem eventos sentidos desde quinta-feira

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) não regista sismos sentidos pela população na ilha de São Jorge desde quinta-feira.

De acordo com a página da Internet do CIVISA, o último sismo sentido pela população ocorreu às 17h01 locais (18h01 em Lisboa) de quinta-feira, com intensidade IV na escala de Mercalli Modificada. O abalo teve magnitude 2,6 na escala de Richter e epicentro a um quilómetro da Beira, no concelho das Velas.

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica salienta que a atividade sísmica que se tem vindo a registar naquela ilha, desde a Ponta dos Rosais até à zona do Norte Pequeno – Silveira, “continua acima do normal”. Na sexta-feira, o CIVISA contabilizou cerca de 152 eventos, referindo que a atividade sísmica estava “estacionária em relação ao observado no dia anterior”.

Entre as 00h00 e as 10h00 de hoje, “foram contabilizados aproximadamente 89 eventos”. Desde o início da crise sismovulcânica em São Jorge, em 19 de março, já foram sentidos pela população 273 sismos dos mais de 33.700 registados.

O sismo de maior magnitude (3,8 na escala de Richter) ocorreu no dia 29 de março, às 21h56.

Na quinta-feira, o presidente do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores, Rui Marques, disse que a crise na ilha de São Jorge se mantém com um “padrão constante” desde março.

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

A ilha mantém o nível de alerta vulcânico V4 (ameaça de erupção) de um total de sete, em que V0 significa “estado de repouso” e V6 “erupção em curso”.

Relacionadas

Açores: Um sismo sentido pela população de São Jorge nas últimas 24 horas

No comunicado diário sobre a crise sismovulcânica naquela ilha do arquipélago açoriano, o CIVISA indica que desde 19 de março já foram sentidos pela população um total de 259 abalos.
Recomendadas
Carlos Moedas

Carlos Moedas: “A transição energética é o maior desafio das nossas vidas”

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa discursou esta terça-feira numa conferência ibérica dedicada ao tema da mobilidade, onde o líder da CIP, António Saraiva, defendeu que reduzir os transportes não é a solução para descarbonizar o país.

Açores. Simo de 2,1 na escala de Richter registado na Terceira

Um sismo com magnitude de 2,1 na escala de Richter foi sentido hoje na ilha Terceira, segundo um comunicado do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores.

Ministra não prevê falta de alimentos provocada pela seca ou pela guerra

“Criámos, com toda a cadeia alimentar, desde a produção até ao retalho, grupos de acompanhamento para que não haja quebra”, apontou a ministra da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes.
Comentários