Retoma do consumo será “chave” na recuperação das economias avançadas, estima gestora de fundos

Na análise que faz ao comportamento do mercado laboral a nível mundial, a sociedade gestora de fundos conclui que os esquemas de manutenção dos postos de emprego tiveram um impacto positivo na diminuição do rendimento das famílias, o que facilita a recuperação do consumo no próximo ano, um passo fulcral para a retoma de uma economia avançada, saudável e próspera.

A Covid-19 e a crise que esta provocou têm tido impactos no mercado laboral que se traduzem em perda de emprego, redução de horas trabalhadas e pressão salarial na maioria das economias desenvolvidas analisadas pela Sixty Degrees, como mostra a nota divulgada pela sociedade gestora de fundos esta segunda-feira.

Para a Sixty Degrees, a retoma do consumo será chave na recuperação das economias avançadas, cujo desenvolvimento assenta fortemente nesta rubrica. Para tal, muito contribuíram os esquemas de proteção do emprego, que permitiram manter as estruturas produtivas de cada país e diminuir as perdas de rendimento das famílias.

Um foco sobre a situação europeia mostra aumentos abaixo do expectável nas taxas de desemprego de cada país, fenómeno em parte explicável pela não contabilização dos trabalhadores abrangidos por regimes como o ‘lay-off’ nas estatísticas do desemprego, mas com descidas significativas do salário médio real.

Estes regimes de manutenção dos postos de emprego permitiram reduzir de 6,4% para 3,1% a perda de salário decorrente da redução das horas trabalhadas, isto numa análise a 10 países europeus.

Além disso, os mecanismos colocados em funcionamento nas economias mais avançadas do mundo para evitar a massificação do desemprego tiveram um alcance considerável, com mais de 6,2 mil milhões de euros despendidos entre os G20 em medidas de estímulo à economia.

Por contraste, outro efeito interessante prende-se com a subida do salário médio verificado nas economias em que o efeito da crise se fez sentir sobretudo nos sectores com vencimentos mais baixos.

Este cenário verificou-se nos EUA, Noruega, Brasil, Itália ou França, sendo que nestes dois últimos casos a dificuldade em procurar emprego criada pelas medidas de confinamento até resultou numa descida da taxa de desemprego, visto que muitos dos trabalhadores que perderam o seu posto de trabalho não poderiam ser considerados desempregados por não conseguirem estar ativamente à procura de nova ocupação.

Ainda assim, um inquérito revelou que, numa amostra de trabalhadores que foram pagos em abril, uma parte considerável reportou rendimentos inferiores aos de janeiro e fevereiro. Em concreto, estas percentagens foram de 35% nos EUA, 30% no Reino Unido e 20% na Alemanha.

Recomendadas

Cheque-família começa a ser pago a partir de 20 de outubro, anuncia Marques Mendes

No seu espaço habitual de comentário ao domingo no Jornal da Noite da Sic, Marques Mendes assegurou que este apoio, anunciado pelo Governo a 5 de setembro, vai começar a chegar às contas bancárias das famílias a partir do dia 20 do próximo mês.

Comissão Europeia diz que Portugal é “moderadamente inovador”

O país encontra-se no grupo dos países moderadamente inovadores, passando da 19ª para a 17ª posição entre os 27 Estados-Membros, segundo os dados da Comissão Europeia tornados públicos pela ANI (Agência Nacional de Inovação).

Emirados Árabes Unidos vão fornecer à Alemanha gás liquefeito e gasóleo em 2022 e 2023

Segundo a agência noticiosa oficial dos Emirados, Wam, o acordo prevê a exportação de uma carga de gás natural liquefeito (GNL) para a Alemanha no final de 2022, seguida do fornecimento de quantidades adicionais em 2023.
Comentários