SNS24 atendeu em novembro 194 mil chamadas e encaminhou 56 mil doentes para urgências

Apesar deste aumento de chamadas para o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (808 24 24 24), estes números ainda estão abaixo dos picos do período pandémico, referem os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) numa resposta enviada à Lusa.

Manuel de Almeida/Lusa

A linha SNS24 atendeu em novembro 194 mil chamadas, mais 20 mil do que em outubro, que resultaram no encaminhamento de 56 mil pessoas para os serviços de urgência, segundo dados divulgados hoje à agência Lusa.

Apesar deste aumento de chamadas para o Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde (808 24 24 24), estes números ainda estão abaixo dos picos do período pandémico, referem os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) numa resposta enviada à Lusa.

De acordo com os dados, 2022 é o ano com o maior número de chamadas atendidas de sempre, tendo já ultrapassado os 8,7 milhões de chamadas.

Em 2021 foram atendidas mais de seis milhões de chamadas e em 2020 mais de quatro milhões. Em 2019, ano antes da pandemia, o SNS 24 recebeu cerca de 1,5 milhões pedidos.

O SNS 24 esteve sujeito a uma intensa exposição pública durante a pandemia, quando foi a primeira linha de apoio daqueles que procuraram ajuda clínica.

“Desde então, reforçou a sua dimensão e capacidade de atendimento de resposta, em matéria de recursos humanos e de infraestrutura, tendo inovado nos modelos de prestação de serviços e garantindo a qualidade e a segurança clínica”, referem os SPMS.

A linha SNS 24 tem profissionais que asseguram o atendimento de todos os serviços da linha, contando com enfermeiros, psicólogos, farmacêuticos, administrativos, dentistas e intérpretes de língua gestual portuguesa.

Estes profissionais distribuem-se pelos centros de contacto sediados em Lisboa (2), Porto, Braga, Algarve, Covilhã, Coimbra e Vila Nova de Gaia ou à distância, com equipamentos que lhes permitem prestar apoio à linha SNS 24.

Recomendadas

Regime remuneratório dos médicos das urgências alargado até 28 de fevereiro

O Governo aprovou a prorrogação do regime remuneratório aplicável ao trabalho suplementar dos médicos nos serviços de urgência. Medida excecional vigora até ao final deste mês.

ElliQ, o robô de companhia para idosos

O ElliQ é um robô de companhia, controlado por voz, destinado a adultos com mais de 65 anos, sobretudo os que vivem sozinhos. 

Deputados aprovam pedidos de baixas até três dias através do SNS24

Os deputados aprovaram esta quinta-feira uma proposta do PS que possibilita que as baixas de até três dias possam ser passadas pelo serviço digital do Serviço Nacional de Saúde (SNS24), mediante autodeclaração de doença, com limite de duas por ano.
Comentários