Soares apresenta “ligeiros progressos no estado de consciência”

O antigo Presidente da República e líder do PS deve permanecer nos cuidados intensivos nos próximos dias.

Mário Soares tem registado uma contínua embora ligeira melhoria do seu estado de saúde. Em “vigilância constante”, o antigo Presidente da República registou um “ligeiro progresso no estado de consciência” nas últimas horas, informou o porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha, José Barata, neste sábado por volta das 13h30.

Mário Soares deverá permanecer nos cuidados intensivos desta unidade de saúde em Lisboa pelo menos nos próximos dias. Questionado sobre se o histórico socialista poderia ter alta para passar o Natal em casa, José Barata disse não ser ainda possível antever essa possibilidade.

O porta-voz limitou-se a afirmar que “não se esperam alterações substanciais no estado de saúde” de Soares, de 92 anos, que está internado desde terça-feira de madrugada. O antigo Presidente começou a responder a estímulos externos na quarta-feira. O prognóstico mantém-se reservado.

Relacionadas

Mário Soares já está consciente e responde a perguntas

Ex-líder socialista vai continuar na unidade de cuidados intensivos, com prognóstico reservado, durante os próximos dias.

“Soares está a fazer o que sempre fez: a lutar”

Apesar de continuar inconsciente, o ex-líder socialista dá indícios de retoma do estado cognitivo.

Soares, o homem e o estadista

Mário Soares é uma figura “larger than life”, sobretudo para pessoas da geração do autor destas linhas, que cresceram nas décadas de 80 e 90, quando o então Presidente da República gozava de um enorme prestígio, quase ao nível de um monarca reinante, na sociedade portuguesa.

Mário Soares continua em estado crítico e com prognóstico reservado

O antigo Presidente da República teve “alterações ligeiras no estado de consciência” pelo que “se encontra agora mais reativo aos estímulos externos”.
Recomendadas

Iniciativa Liberal. Rui Rocha apresenta lista com “representação territorial alargada”

O candidato à liderança da Iniciativa Liberal Rui Rocha apresenta uma lista à comissão executiva com “representação territorial alargada” e novos pelouros, entre os quais os dedicados à política europeia e regional com vista à preparação das próximas eleições.

Integrar serviços na CCDR “é o primeiro passo para desarticulação total”

O secretário-geral do PCP considerou este domingo que a anunciada intenção do Governo de passar as competências dos serviços do Estado para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) “é o primeiro passo para a desarticulação total”.

Chega/Açores vai propor fim da taxa turística no parlamento regional

O líder do Chega/Açores, José Pacheco, anunciou este domingo que o partido vai avançar no parlamento dos Açores com uma iniciativa legislativa que visa a revogação da taxa turística na região.
Comentários