Sobe para oito mortos e 30 feridos o número de vítimas no ataque a igreja no Paquistão

Pelo menos oito pessoas morreram e 30 ficaram feridos hoje durante um ataque suicida contra uma igreja no sudoeste do Paquistão a poucos dias do Natal, anunciou a polícia. O ataque foi perpetrado por dois suicidas contra a igreja metodista de Quetta, capital da muito instável província do Balouchistan, no momento do serviço religioso dominical. […]

Pelo menos oito pessoas morreram e 30 ficaram feridos hoje durante um ataque suicida contra uma igreja no sudoeste do Paquistão a poucos dias do Natal, anunciou a polícia.

O ataque foi perpetrado por dois suicidas contra a igreja metodista de Quetta, capital da muito instável província do Balouchistan, no momento do serviço religioso dominical.

O chefe da polícia provincial, Moazzam Jah, adiantou à AFP que entre os mortos encontram-se duas mulheres. Cinco dos 21 feridos estão em estado grave.

De acordo com o ministro do Interior de Balouchistan, Sarfraz Bugti, a polícia intercetou e abateu um dos bombistas antes deste entrar na igreja, mas o segundo homem-bomba conseguiu entrar no edifício, onde se fez explodir.

“A polícia atuou prontamente para impedir que os assaltantes atingissem a nave principal”, declarou Moazzam Jah.

“Deus protegeu-nos. Se os terroristas tivessem alcançado o seu propósito, mais de 400 vidas teriam sido ameaçadas”, referiu Sarfraz Bugti na rede social Twitter.

Os cristãos representam cerca de 1,6% dos 200 milhões de paquistaneses e são quotidianamente vítimas de discriminação no Paquistão, onde a maioria é muçulmana.

Relacionadas

Ataque a igreja no Paquistão faz quatro mortos

As autoridades paquistanesas anunciaram hoje que dois bombistas suicidas atacaram uma igreja na cidade de Quetta, matando quatro pessoas e ferindo 18.
Recomendadas

Guterres condena “veementemente” golpe de Estado no Burkina Faso

O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou este sábado “veementemente”, num comunicado, “qualquer tentativa de tomada do poder pela força das armas” no Burkina Faso, um dia após um novo golpe de Estado no país, o segundo em oito meses.

Manifestantes denunciaram repressão violenta sobre ativistas no Irão

Milhares de manifestantes em várias universidades iranianas e em vários países protestaram este sábado contra a repressão sobre movimentos de protesto pela morte de Mahsa Amini, a jovem acusada de violar o código de indumentária da República Islâmica.

Bolsonaro agradece apoio de líderes europeus de extrema-direita, entre eles André Ventura

O presidente Jair Bolsonaro, que pretende ser reeleito no domingo, agradeceu este sábado as mensagens de apoio que recebeu de líderes da extrema-direita da Europa, como o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, ou o líder do Chega, André Ventura.
Comentários