PremiumSociedade Recreativa. Um Tartufo em São Bento

As campanhas eleitorais, sabe-se, são uma sucursal da realidade. Esta volta dentro de momentos, depois de desligada devido por motivos técnicos.

Por estes dias, na política, só há uma coisa pior do que ser ridicularizado. É não ser relevante. No filme “Don’t Look Up”, uma comédia onde sorrimos porque temos pena dos excelentes atores que ali estão amontoados, tenta-se parodiar o mundo contemporâneo, em especial as inúteis instituições que nos tentam governar. Um meteorito vem a caminho da Terra e poderá acabar com o planeta e os norte-americanos perguntam-se o que fazem os russos e os chineses. Mas não os europeus. Estes tornaram-se irrelevantes. Ninguém fica espantado com isso. Todos temos a noção de que antes de uma decisão da Comissão Europeia, teria de se esperar pela sua convocação. Depois teríamos de contar uns dias até se conseguir uma unanimidade titubeante. Isto, claro, se os governos da Polónia e da Hungria (ou de outros países) não exercessem o direito de veto porque o meteorito poderia ser um indesejável migrante com telemóvel que não queriam dentro das suas fronteiras.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Portugal-França: a Temporada Cruzada continua a agitar o mês de agosto

Ao oitavo mês, a Temporada Cruzada Portugal-França não dá tréguas a quem procura alimento para os sentidos, com propostas que vão da instalação sonora à subversão do privado. Quem disse que agosto é ‘silly’?

Livro: “Viagens de Mandeville”

A literatura de viagens medieval tinha os seus cânones. Um deles era a descrição de povos grotescos que viveriam do outro lado do mundo. Mandeville, ao narrar as “suas” viagens, não impôs qualquer travão à sua imaginação.

Andrea Bocelli dá dois concertos no Altice Arena em Lisboa em 2023

O tenor italiano sobe ao palco a 30 de junho e 1 de julho, fazendo-se o tenor acompanhar por uma orquestra e um coro.
Comentários