“Soldado do futuro”. Governo vai investir 171 milhões de euros em equipamento militar

O maior esforço financeiro na preparação do “soldado do futuro” deverá notar-se entre os anos de 2019 e 2022, quando estão previstos gastos de 74,8 milhões de euros,

O Governo vai investir cerca de 171 milhões de euros na compra de equipamento militar para o chamado “soldado do futuro”, tal como está previsto na Lei de Programação Militar para o período entre 2019 e 2030, noticia o “Correio da Manhã” esta quinta-feira.

A nova lei de compras para as forças armadas prevê a medida de “Proteção e Sobrevivência da Força Terrestre” e tem por objetivo criar mais condições de sobrevivência aos militares em cenário de operações de risco.  Assim, a verba destina-se à aquisição de uniformes, material de proteção e sistemas de comunicação.

Entre o material previsto para aquisição estão capacetes balísticos, óculos de proteção, proteção maxilofacial, colete balístico, cotoveleiras de kevlar, luvas de proteção, relógio ou monitor fisiológico no pulso e espingarda automática.

O maior esforço financeiro na preparação do “soldado do futuro” deverá notar-se entre os anos de 2019 e 2022, quando estão previstos gastos de 74,8 milhões de euros, do ‘bolo’ de 171 milhões, na compra de equipamentos.

Recomendadas

Ricardo Leão: “Falta, acima de tudo, comunicação e coordenação no Governo”. Veja o “Discurso Direto”

Discurso Direto é um programa do Novo Semanário e do Jornal Económico onde todas as semanas são entrevistados os protagonistas da política, da economia, da cultura e do desporto. Veja a entrevista a Ricardo Leão, presidente da Câmara Municipal de Loures eleito pelo PS.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

Presidente do PS pede ao Governo apurado sentido de orientação e maior rigor nas condutas

Este aviso foi transmitido por Carlos César através de uma mensagem vídeo na sessão do PS evocativa dos sete anos de governos socialistas liderados por António Costa, que decorre na estação fluvial do Terreiro do Paço.
Comentários