Solvay compra Cytec por 4,7 mil milhões

Com a operação de fusão que se seguirá, a Solvay espera atingir 100 milhões de euros de sinergias por ano.

A empresa Solvay, também presente em Portugal, recebeu luz verde da Comissão Europeia para comprar a concorrente norte-americana Cytec, o que lhe permitirá tornar-se a número dois mundial do setor dos materiais compósitos destinados principalmente ao mercado aeroespacial.

Para finalizar o negócio, que envolve 5,5 mil milhões de dólares (4,7 mil milhões de euros), a belga tem, no entanto, de cumprir algumas exigências, designadamente  desfazer-se de parte das  suas atividades, a fim de evitar uma situação de quase monopólio e uma alta dos preços para todos os clientes do setor de refinação. No concreto, a Comissão Europeia exige-lhe que venda os negócios de extração de fosfato à base de solvente, um processo usado na indústria para separar cobalto e níquel.

Segundo a Comissão Europeia, a Solvay e a rival Cytec exercem atividades que são, em grande parte, complementares, não operando, no entanto, no mesmo nível da cadeia de abastecimento, com exceção do setor de produtos químicos destinados às indústrias minera e de refinação. A Solvay já anunciou que aceita as condições impostas por Bruxelas, devendo, em breve, seguir-se o anúncio dos ativos para venda.

O grupo belga, que está cotado na Bolsa de Paris, anunciou um resultado líquido de 143 milhões de euros no primeiro semestre, contra um prejuízo de 300 milhões de euros no período homólogo de 2014. Com sede em Nova Jersei, leste dos EUA, a Cytec emprega 4.600 pessoas em todo o mundo e   fatura cerca de 2 mil milhões de dólares/ano.

Com a operação de fusão que se seguirá, a Solvay espera atingir 100 milhões de euros de sinergias por ano.

OJE

Recomendadas

AdC acusa Cabelte, Quintas e Quintas e Solidal de cartel em contratação pública lançada pela REN

AdC acusa as empresas fornecedoras de cabos de Muito Alta Tensão de acordo anticoncorrencial em procedimentos de contratação pública, num concurso lançado pela REN.

Ibersol com lucros de 14,6 milhões de euros até setembro

A Ibersol registou nos primeiros nove meses deste ano lucros consolidados de 14,6 milhões de euros, que comparam com prejuízos de mais de 20 milhões de euros no período homólogo.

Greve na CP e IP suprimiu 701 comboios até às 18h00

A greve dos trabalhadores da CP – Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) levou à supressão de 701 comboios da CP entre as 00h00 e as 18h00.