Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Presente em França, Espanha e Suíça, o grupo francês MonOpticien conta com mais de 1.090 óticas associadas. Agora chega a Portugal, como MeuÓptico, com um conceito de subscrição que pode agitar o mercado. Florent Carrièrre (FC), CEO do grupo, e Jorge de Melo (JdM), country manager em Portugal, explicam ao Jornal Económico o que trazem para o país.

O que é que tem de interessante, para um grupo francês, vir para Portugal? O que é que Portugal tem de especial?
FC: Como francês, Portugal é um país muito interessante por várias razões. Em primeiro lugar, a comunidade mais importante em França, de pessoas que vêm de fora, são os portugueses. Por outro lado, há muitos franceses que vêm para Portugal, por várias razões: a qualidade de vida, com este clima. Temos culturas tão próximas que os franceses que vivem aqui sentem-se em casa. A comida é muito boa, com preços muito interessantes. Por fim, os temas fiscais. Portugal é um país muito mais atrativo [para os franceses] do que Espanha. Assim, Portugal é um país em que tínhamos de nos instalar. Temos um modelo de negócio muito mais atrativo para os óticos do que o que existe atualmente. Em 2014 criámos o grupo porque eu tinha óticas próprias e não encontrei um grupo a nível europeu que se ponha na pele do ótico. Os grupos são muitas vezes dirigidos apenas por financeiros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Dinamarquesa Eurowind Energy investe mais de 400 milhões de euros em Portugal

A multinacional dinamarquesa Eurowind Energy, que inaugurou esta terça-feira o segundo parque solar de produção de eletricidade do país, quer investir até ao fim desta década mais de 400 milhões de euros em Portugal.

Oito empresas portuguesas no index de igualdade de género da Bloomberg

Em análise estiveram cinco aspetos, desde a capacidade de liderança de talentos até às medidas contra o assédio sexual em ambiente profissional.

EBA lança teste de stress de 2023 para a banca e usa o mais severo de sempre dos cenários adversos

O teste de stress a nível da UE será conduzido numa amostra muito maior em comparação com anos anteriores, abrangendo 70 bancos da UE e 75% do total dos activos bancários na UE. Em termos de queda do PIB, o cenário adverso de 2023 é o mais severo utilizado até à data em toda a UE nos testes da banca.
Comentários