Somos cada vez menos em Portugal. Desde a década de 60 que a população não recuava

População do país recuou na última década, a última vez que tinha acontecido foi na década de 60 devido à elevada emigração.

A população portuguesa recuou 2,1% (217 mil pessoas) no espaço de 10 anos, segundo os dados provisórios dos Censos 2021.

Atualmente, vivem em Portugal um total de 10,34 milhões de pessoas, 4,9 milhões de homens e 5,4 milhões de mulheres, de acordo com o INE.

Porque é que recuou a população? Basicamente, o número de pessoas que nasceram não serviu para cobrir o número de mortes, dando origem a um saldo natural negativo (-250 mil pessoas).

“O saldo migratório, ainda que ligeiramente positivo, não foi suficiente para inverter a quebra populacional”, destaca o INE.

A população do país voltou assim a diminuir na época passada. A última vez que isso tinha acontecido foi na década de 60, devido à elevada emigração de portugueses, segundo os Censos de 1970.

Recomendadas

Cenário económico não anula metas de descarbonização

O cenário de uma possível recessão, associada à já frágil conjuntura macroeconómica, não assusta o sector, que diz estar “bem mais preparado” do que em 2008. As fragilidades herdades da pandemia persistem, mas importa não perder o foco das metas estabelecidas.

PremiumMudar o sector alimentar para atingir metas de carbono zero

Mesmo que todas as emissões nocivas fossem imediatamente interrompidas, as emissões do sistema alimentar global seriam suficientes para elevar o limite de subida da temperatura global em 1,5°C graus.

Projetos de transição vão sofrer com efeitos da crise

Os processos de transição climática em curso já estão a sofrer soluços no atual cenário macroeconómico e há lições a tirar. “Tudo vai custar muito mais do que se pensava”, garante o CEO da Madoqua Renewables ao Jornal Económico.
Comentários