Sonae Arauco integra projeto para uma maior integração de madeira reciclada

O consórcio pretende, até 2026, encontrar soluções tecnológicas que permitam substituir até 25% das fibras virgens agora utilizadas para o fabrico de painéis de fibra de madeira por fibras recicladas.

A Sonae Arauco integra o projeto de I&D EcoReFibre, que reúne institutos de investigação, associações, produtores de painéis derivados de madeira e fabricantes de equipamento para a indústria deste setor na Europa com o objetivo de aumentar a matéria-prima disponível através da reciclagem de painéis de fibra de madeira.

O consórcio pretende, até 2026, “encontrar soluções tecnológicas que permitam substituir até 25% das fibras virgens agora utilizadas para o fabrico destes produtos por fibras recicladas”.

“Para isso, conta com o conhecimento de 20 entidades de sete países europeus, coordenadas pela Universidade Sueca de Ciências Agrícolas, e com um financiamento de 12 milhões de euros por parte da Comissão Europeia, no âmbito do programa Horizonte Europa”, refere a empresa.

As tecnologias inovadoras a desenvolver incluem processos de triagem inteligente, um reator de impacto e melhorias no processo de refinação (TMP) existente.

“Os diferentes produtos finais a serem testados incluem painéis de partículas, blocos de construção biocompostos e CTB (painel fino cíclico), novos MDF e HDF (painel de fibras de alta densidade) e produtos de isolamento (painel flexível, painel rígido, isolamento a granel)”, refere a Sonae Arauco.

Em comunicado a empresa refere que os projetos piloto “prevêem a recolha de dados e o desenvolvimento de casos de estudo sólidos, que permitam que o EcoReFibre seja escalável, através de um investimento das empresas na implementação das tecnologias, equipamentos e dos processos desenvolvidos”.

“Os painéis de fibra de madeira são amplamente utilizados em mobiliário, design de interiores e construção, sendo que, atualmente, não há um método comercialmente viável para a sua reciclagem no pós-consumo”, avança a Sonae Arauco.

“A Europa é líder no fabrico deste produto [painéis de fibra de madeira], que atinge uma produção mundial de mais de 100 milhões de metros cúbicos por ano”, refere a empresa.

O sucesso destes produtos no mercado, particularmente dos painéis de fibra de média densidade (MDF), leva à produção anual de significativas quantidades de resíduos.

Adelaide Alves, R&D and Product Development Director da Sonae Arauco, diz em comunicado que o EcoReFibre vai também “procurar respostas para diminuir a quantidade de resíduos de madeira que continuam a ser queimados ou mesmo depositados em aterros, contrariando os princípios de uma economia circular”.

Recomendadas

Julius Baer torna unidade de mercados independente

A Julius Baer Group, que em Espanha tem portugueses na equipa de gestão, está a criar uma divisão de mercados autónoma e para dirigir essa unidade escolheu Luigi Vignola.

CEO deixa empresa de 65 mil milhões para ir para a “praia e não fazer nada”

Formica, que está no Reino Unido há quase três décadas, disse em entrevista que a sua saída se deve a “motivos pessoais”, incluindo o desejo de estar mais perto dos pais já idosos. Planeia voltar para a Austrália, o seu país natal.

ANJE com concessionária Norscut e Egis escolhem quatro propostas para melhorar autoestrada A24

O valor do prémio em concurso era de 30 mil euros, sendo atribuídos dois prémios por categoria – o valor do 1.º prémio era de 10 mil euros e do 2.º prémio de 5 mil euros.
Comentários