Sonae MC aposta no desenvolvimento de futuros líderes

A 2.ª edição do programa Future Leaders @ Retail arranca já em janeiro de 2017.

Dos bancos da faculdade ou da caixa do supermercado Pingo Doce diretamente para a formação em sala e, no futuro, quem sabe, para a cadeira de uma direção… O Future Leaders @ Retail, programa de gestão e liderança para high flyers recém-licenciados, pós-graduados ou mestres, foi criado para captar o talento fora e dentro do próprio grupo Sonae e para o moldar à medida das necessidades. “Os futuros líderes do retalho estão a ser criados aqui”, vinca, ao Jornal Económico, Isabel Barros, diretora de Recursos Humanos da Sonae MC.

Através deste programa remunerado de desenvolvimento acelerado para profissionais do retalho, a Sonae MC pretende sustentar o crescimento do negócio através da criação de um pipeline de talento, ajustado às suas necessidades presentes e futuras. “O programa responde a necessidades de médio e longo prazo que temos no retalho”, justifica Isabel Barros.
O programa desenhado, segundo esta responsável, tendo em conta “preparar os melhores” para gerir o futuro, garante aos participantes um “conhecimento integrado” das áreas core do negócio e a possibilidade de integração numa das maiores empresas a nível nacional.

Com cerca de 30 mil colaboradores, a Sonae MC é a maior empregadora do grupo com o mesmo nome que, no total, emprega para cima de 42 mil pessoas.

O programa tem a duração de nove meses, o que equivale a 198 dias de formação, dos quais 40 em sala, 143 on-the-job e 15 destinados a atividades de network e mentoring e preparação do challenge project. Os participantes, com idades entre os 25 e os 28 anos, podem aprender com quadros superiores da Sonae MC em áreas como Marketing, Logística, Operações e Comercial.

O período de candidaturas para a primeira edição do FL@R decorreu no verão, tendo sido recebidas 435, das quais 159 foram internas.
No total, segundo a responsável da Sonae, foram selecionados 17 participantes internos que eram operadores de loja e 18 externos com formações académicas que vão da Engenharia Agroalimentar à Antropologia e à Economia, de várias zonas do país.

Recomendadas

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

Universidade dos EUA atribui grau honoris causa em Proteção Civil e Segurança a professor do Politécnico da Guarda

Pedro Simões, coordenador do CTeSP em Riscos e Proteção Civil do Politécnico da Guarda, foi distinguido pela Grendal University de Miami com o grau honoris causa.

Universidade de Évora atribui Honoris Causa ao arquiteto Carrilho da Graça

 O arquiteto João Luís Carrilho da Graça, de 70 anos, vai receber o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Évora (UÉ), numa cerimónia marcada para a próxima terça-feira, anunciou hoje a academia alentejana.
Comentários