Sonae SGPS notifica a aquisição do controlo exclusivo sobre a NOS

A Sonae, holding do Grupo Sonae, controlada pela Efanor Investimentos, empresa dos herdeiros de Belmiro de Azevedo, entrou com um pedido de notificação da aquisição do controlo exclusivo sobre a NOS SGPS e indiretamente, sobre a NOS Comunicações.

A Sonae, holding do Grupo Sonae, controlada pela Efanor Investimentos, empresa dos herdeiros de Belmiro de Azevedo, entrou com um pedido de notificação da aquisição do controlo exclusivo sobre a NOS SGPS e indiretamente, sobre a NOS Comunicações.

O aviso do regulador, publicado esta quarta-feira, refere que a “Autoridade da Concorrência recebeu, em 18 em outubro de 2022, com produção de efeitos em 4 de novembro de 2022, a notificação prévia de uma operação de concentração de empresas”.

O regulador vai agora analisar se aprova ou se se põe à operação de concentração, em função de a operação ser ou não suscetível de criar entraves significativos à concorrência efetiva no mercado nacional ou numa parte substancial dele.

A Sonae SGPS opera no sector dos negócios da distribuição de base alimentar e não-alimentar, imobiliário, prestação de serviços financeiros e comunicações eletrónicas e tecnologias de informação. Já a NOS desenvolve atividades num conjunto amplo de mercados de serviços de comunicações eletrónicas, audiovisuais e tecnologias de informação, detalha a AdC.

“As observações devem ser remetidas à Autoridade da Concorrência, no prazo de 10 dias úteis contados da publicação do presente Aviso”, refere a entidade reguladora.

 

Recomendadas

Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.
Comentários