Sonae vende 50% da MDS à britânica Ardonagh e encaixa 104 milhões

A operação garante ao grupo português uma mais-valia de 79 milhões.

A Sonae SGPS anunciou esta tarde a venda de 50% da MDS SGPS, detida pela sua subsidiária Universo, numa transação que totaliza 104 milhões de euros.

“A Sonae SGPS informa que, no seguimento do comunicado de 23 de dezembro de 2021, a sua subsidiária Universo concluiu a transação de alienação da participação de 50% na MDS SGPS, à Ardonagh Global Partners – Project Macau, uma entidade detida integralmente por The Ardonagh Group Limited”, é referido num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A operação em causa, que tinha sido anunciada em dezembro do ano passado, garante ainda ao grupo português uma mais-valia de 79 milhões.

A empresa refere ainda que da transação “não resultará qualquer impacto nas receitas consolidadas nem no EBITDA subjacente consolidado da Sonae, uma vez que o Grupo MDS já era consolidado nas contas do Grupo pelo método de equivalência patrimonial”.

 

Recomendadas

Dinamarquesa Eurowind Energy investe mais de 400 milhões de euros em Portugal

A multinacional dinamarquesa Eurowind Energy, que inaugurou esta terça-feira o segundo parque solar de produção de eletricidade do país, quer investir até ao fim desta década mais de 400 milhões de euros em Portugal.

Oito empresas portuguesas no index de igualdade de género da Bloomberg

Em análise estiveram cinco aspetos, desde a capacidade de liderança de talentos até às medidas contra o assédio sexual em ambiente profissional.

EBA lança teste de stress de 2023 para a banca e usa o mais severo de sempre dos cenários adversos

O teste de stress a nível da UE será conduzido numa amostra muito maior em comparação com anos anteriores, abrangendo 70 bancos da UE e 75% do total dos activos bancários na UE. Em termos de queda do PIB, o cenário adverso de 2023 é o mais severo utilizado até à data em toda a UE nos testes da banca.
Comentários