Sondagem: portugueses preferem Rui Rio a Passos Coelho para liderar PSD

A popularidade de Passos Coelho continua a cair nas sondagens à medida que o antigo presidente da Câmara Municipal do Porto sobe.

Rui Rio está a subir nas preferências dos eleitores. De acordo com uma sondagem do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião Pública (CESOP) da Universidade Católica, Pedro Passos Coelho mantém a rota descendente e não reúne consenso para continuar à frente do partido.

Os resultados das sondagens indicam que 42% dos inquiridos consideram que o PSD ficaria melhor se o cargo de secretário-geral do partido fosse entregue ao antigo presidente da Câmara Municipal do Porto. Para 29% o PSD ficaria “igual”, independentemente de quem estivesse à frente do cargo e 10% afirmam que ficaria “pior”.

Recorde-se que Rui Rio admitiu recentemente que “poderá” assumir a liderança do partido social-democrata caso os resultados do partido nas autárquicas do próximo ano “não descolem”. A sondagem mostra que 52% dos inquiridos apontam resultados eleitorais das autárquicas como um dos aspetos mais prejudicais para a liderança de Passos Coelho.

O ex-autarca do Porto assume que está a ser pressionado por “militantes” e “não-militantes” a tomar as rédeas do partido.

Recomendadas

Costa apela para celebração da “força da bandeira nacional” em mensagem do Dia da Restauração

 O primeiro-ministro António Costa homenageou hoje a “memória dos que lutaram e contribuíram” para a restauração da independência de Portugal, apelando para a celebração da “soberania” e da “força da bandeira nacional”, numa mensagem evocativa do 1.º de dezembro.

Marcelo agradece a ciganos que “deram a vida pela independência” e lamenta discriminação

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lembrou hoje os ciganos que “deram a vida” pela independência nacional e lamentou a discriminação de que têm sido alvo em Portugal.

Montenegro diz que Governo do PS é “trapalhão” e de “trapalhadas”

O presidente do PSD disse na noite de quarta-feira, em Monção, que o Governo do PS “é trapalhão” e só faz “trapalhadas”, referindo-se à demissão dos secretários de Estado da Economia e do Turismo, Comércio e Serviços.
Comentários