Sousacamp: maior produtor de cogumelos português em risco de falência

O grupo aderiu ao PER, um programa governamental que permite a uma entidade devedora, numa situação economicamente difícil ou em situação de insolvência iminente, negociar com os respetivos credores com vista à revitalização económica da empresa.

O maior produtor de cogumelos português está em risco de falência, noticia o Jornal de Notícias esta quarta-feira. O grupo Sousacamp, criado há 27 anos, já aderiu ao Proceso Especial de Revitalização (PER).

De acordo com Jornal de Negócios, que avançou com a notícia na terça-feira, a queda do Banco Espírito Santo (BES), que era um dos acionistas da empresa, contribuiu grandemente para o grupo Sousacamp enfrentar agora dificuldades financeiras, que colocam em risco o emprego de 550 pessoas, no distrito de Vila Real.

O BES, segundo o Jornal Negócios, que cita fonte próxima do processo, era o principal financiador da construção do espaço agroindustrial da Sousacamp em Vila Real, onde se previa criação de 200 novos postos de trabalho, mas com a queda do império de Ricardo Salgado, a obra orçada em 45 milhões de euros ficou estagnada.

Agora, o Novo Banco, criado a partir do falido BES, cortou o financiamento à Sousacamp e o grupo viu-se obrigado a recorrer ao PER, um programa governamental que permite a uma entidade devedora, numa situação economicamente difícil ou em situação de insolvência iminente, negociar com os respetivos credores com vista à revitalização económica da empresa.

A Sousacamp, que tem fábricas em Mirandela, Vila Real, Paredes e Sabrosa e mais duas unidades em Espanha, chegou a faturar 50 milhões de euros, em 2015, e fechou o ano de 2016 com 18,8 milhões de euro de lucro e 9 milhões de prejuízos.

 

 

Recomendadas

Portugal sobe duas posições no Ranking Mundial de Talento e é agora o 24.º mais competitivo

Portugal melhora sobretudo na Investigação & Desenvolvimento e na Preparação. O podium mundial é liderado pela Suíça, Suécia e Islândia, as três economias mais competitivas em talento a nível mundial entre os 63 países analisados pela escola de negócios IMD.

António Costa: Ambiente+Simples ajuda investimento nas renováveis

O primeiro-ministro afirmou que a desburocratização e a digitalização da administração pública é fundamental para reduzir custos e facilitar o investimento nas renováveis.

Presidente do Peru detido após ser destituído e acusado de golpe de Estado

Pedro Castillo foi detido e está na sede da polícia de Lima, depois de ter sido destituído pelo Congresso, acusado de tentar executar um golpe de Estado ao anunciar a sua dissolução.
Comentários