Startup desenvolve sistema de gestão inteligente de resíduos

Hélio Silva é o fundador da startup Evox, sediada em Castelo Branco, que desenvolveu o sistema, com a intenção de poupar nos gastos logísticos e promover a diminuição da poluição.

A Evox, startup incubada virtualmente no Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco, desenvolveu um produto para a gestão inteligente de resíduos, que está a ser testado nos Serviços Municipalizados de Castelo Branco.

Com o objetivo de promover a diminuição da poluição e a poupança nos gastos logísticos, o produto da startup, denominado de 360 Waste, consiste na instalação de sensores que recolhem a volumetria dos contentores de resíduos em tempo real e estatísticas envolvidas.

Hélio Silva, fundador da Evox, afirmou, à agência Lusa, que “este produto permite integrar um conjunto de informações relacionadas com o volume de resíduos em contentores indiferenciados, diferenciados, materiais perigosos, óleos e outros materiais. Com esta informação, é possível realizar um planeamento mais eficiente, poupar nos gastos logísticos e promover a diminuição do volume de poluição”.

Recomendadas

Startup de Braga cria dispositivo que permite testar sangue em três minutos

A solução desenvolvida pela CRIAM é portátil e “80% mais barata que os equipamentos convencionais”. A startup diz que reduz o erro humano e a dependência de reservas de sangue e que é aplicável em situações de emergência.

Pampilhosa da Serra vai construir edifício destinado a ‘startups’ na área espacial

A Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra, no distrito de Coimbra, vai construir um edifício, orçado em dois milhões de euros, para fixar ‘startups’ na área das ciências espaciais.

Fundo dos CTT participa em investimento de 5,2 milhões da startup luso-americana Habit

O fundo de 5 milhões de euros TechTree, lançado pelo operador postal, investiu na ronda da Habit, depois de ter apostado nas empresas Kit-AR e na Sensefinity, ligadas à Realidade Aumentada e sensorização logística.
Comentários