StartUp Lisboa

É uma incubadora de empresas, sediada no centro de Lisboa que conta atualmente com três edifícios com espaços de trabalho para acolher empreendedores e startups na área tech, comércio e turismo e um quarto  edifício, a “Casa Startup Lisboa”, uma das primeiras residências da Europa para empreendedores. Foi resultado da vontade dos cidadãos, na sequência […]

É uma incubadora de empresas, sediada no centro de Lisboa que conta atualmente com três edifícios com espaços de trabalho para acolher empreendedores e startups na área tech, comércio e turismo e um quarto  edifício, a “Casa Startup Lisboa”, uma das primeiras residências da Europa para empreendedores.

Foi resultado da vontade dos cidadãos, na sequência de ter sido uma das ideias mais votadas do Orçamento Participativo de Lisboa, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa. Criada em 2011, é uma associação privada sem fins lucrativos, que conta com três entidades fundadoras: Câmara Municipal de Lisboa, IAPMEI e Montepio. Tendo como grandes objetivos promover a criação de postos de trabalho e contribuir para a reabilitação urbana, social e económica do centro da cidade, a Startup Lisboa abriu as portas do seu primeiro edifício, recuperado para o efeito, em fevereiro de 2012, na Rua da Prata, n.º 80, dedicado a startups tech e, depois, em novembro de 2012, inaugurou o segundo edifício, para projetos nas áreas do comércio e turismo. Em maio deste ano nasceu no número 81 da Rua da Prata o terceiro edifício da incubadora, também este alvo de obras de reabilitação e dedicado a startups de base tecnológica.

A Startup Lisboa apoia o desenvolvimento e o crescimento das startups que estão incubadas, ajudando-as a atrair clientes, investimento, a escalarem e a tornarem-se globais. O seu modelo de incubação inclui a cedência de espaços de trabalho e alojamento a um custo abaixo do valor de mercado. Além disso, a Startup Lisboa estabelece a ligação a mentores (fundadores de empresas, CEO ou especialistas) para ajudar os empreendedores a desenvolverem o seu negócio, providencia o acesso a parceiros que oferecem, ou disponibilizam a um custo mais baixo, serviços especializados, conecta os empreendedores a business angels, investidores de capitais de risco e outros tipos de financiamento, promove a partilha de conhecimento entre os incubados e atividades e eventos de networking e organiza atividades exclusivas, como workshops e sessões de esclarecimento, para os empreendedores incubados.

A incubadora tem cerca de três anos e meio de existência tendo apoiado desde 2012 mais de 200 startups e promovido a criação de cerca de 800 postos de trabalho. Desde a sua fundação, a Startup Lisboa já recebeu mais de 3000 candidaturas. Atualmente conta com mais de 100 mentores e cerca de 90 parceiros. As candidaturas estão disponíveis através do preenchimento de um formulário online, e são avaliadas mediante o tipo de projeto com produto e serviço inovador no sector das Tecnologias de Informação (com preferência de projetos web, mobile e software) ou nos sectores do Comércio, serviços e Turismo, produto, capacidade de implementação, maior  competitividade  e Inovação da  cidade  de  Lisboa, sustentabilidade financeira e potencial de crescimento, entre outros fatores.

Recomendadas

Portugal e Espanha terão de continuar a ter “exceção ibérica” no preço do gás

O primeiro-ministro disse que tem de continuar a haver uma “exceção ibérica” para os preços do gás mesmo que seja criado um novo mecanismo europeu, porque Portugal e Espanha continuam a ser “uma ilha” energética.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.