StartUp Óbidos prepara segunda edição para 2020

O programa de apoio ao desenvolvimento e aceleração de ideias e negócios StartUp Óbidos vai regressar no primeiro trimestre de 2020, anunciou esta segunda-feira o centro Óbidos Parque.

O programa de apoio ao desenvolvimento e aceleração de ideias e negócios StartUp Óbidos vai regressar no primeiro trimestre de 2020, anunciou esta segunda-feira o centro Óbidos Parque. A primeira edição teve nove sessões de apoio, formação imersiva, consultoria estratégica e visitas externas a casos de estudo empresariais.

“Esta edição um foi um desafio para nós, Óbidos Parque, mas acima de tudo para o grupo de empreendedores que esteve connosco ao longo de nove semanas a trabalhar, avaliar, testar e a validar os seus projetos”, disse Miguel Silvestre, diretor executivo do Parque Tecnológico de Óbidos Parque, referindo que faz um balanço “francamente positivo”.

Segundo o responsável do Óbidos Parque, a maturidade dos projetos era “muito diferente” no último dia do programa (20 de dezembro) do que nos dois meses anteriores.

O Óbidos Parque é um centro de negócios de base tecnológica, digital e criativa, do qual fazem hoje parte perto de 40 tecnológicas ligadas às áreas do Software, Hardware, Agricultura, Saúde, Design, Web Design, Marketing Digital, entre outras.

Recomendadas

Prémio de Empreendedorismo Professor José Adriano atribuído a professora do Politécnico de Leiria

Leopoldina Alves foi reconhecida pelo seu contributo para a afirmação de uma cultura de empreendedorismo no ensino superior politécnico em Portugal. Recebeu o prémio no encerramento do Poliempreende maior iniciativa do género no país.

Crédito Agrícola avança com linha de crédito até 15 anos para empreendedores do sector agrícola

O Crédito Agrícola revela que disponibiliza a linha Agronegócios FEI (Fundo Europeu de Investimento) com o objectivo de melhorar condições de acesso ao financiamento, com taxas de juro atractivas e prazos de financiamento mais longos (até 15 anos).

Abanca anuncia nova edição de programa para startups

As candidaturas devem ser apresentadas até dia 30 de outubro e destina-se a qualquer tipo de startups do sector das fintech, insurtech, regtech ou cybersecurity.
Comentários