Startups de tecnologia para músicos e mini turbinas eólicas vencem Road 2 Web Summit 2022

A Musiversal, startup mais promissora, recebeu 15 mil euros, e a WindCredible, com o melhor desempenho no Bootcamp, ganhou 5 mil euros.

Da centena de startups portuguesas que participou no programa Road 2 Web Summit 2022, duas destacaram-se especialmente pelo dinamismo durante a cimeira tecnológica e o potencial de crescimento. A WindCredible, que desenvolveu mini turbinas eólicas, e a Musiversal, que criou uma plataforma para os músicos fazerem livestreams, ganharam os prémios de “Melhor Desempenho no Bootcamp” e “Startup Mais Promissora”, respetivamente.

“O Road 2 Web Summit é um programa muito importante para a Startup Portugal. Este ano trouxemos 100 startups, um número recorde. Este é um processo que começa antes da Web Summit, no qual preparamos as startups com bootcamps, workshops… E a Web Summit é melhor palco para o mostrar”, disse esta sexta-feira ao presidente da Startup Portugal.

António Dias Martins destacou ainda que este foi um “grupo muito diversificado”, das duas centenas de candidaturas recebidas. “No próximo ano vai haver Web Summit Rio. Vamos tirar proveito desta parceria para a levar ainda mais longe”, afirmou, em conferência de imprensa.

A receber os galardões – cheques de 5 mil euros e 15 mil euros – estiveram Xavier Jameson, cofundador e diretor de Operações da Musiversal, e Filipe Fernandes, cofundador de WindCredible.

Teresa Abecasis, administradora executiva da Galp, reconheceu que o “júri teve um trabalho difícil em selecionar os finalistas para o pitch e os vencedores”.

Por sua vez, Ricardo Lima, responsável de Startups da Web Summit, assegurou que “a evolução do programa é muito clara, o que também se coaduna com a evolução do ecossistema em Portugal”. “Com a Web Summit Rio, o Collision em junho e a Web Summit em Lisboa novamente em novembro há uma oportunidade para a internacionalização”, exemplificou o ex-participante na Road 2 Web Summit.

Recomendadas

Revolut nomeia Elisabet Girvent para responsável de vendas em Espanha e Portugal

O seu objetivo passa por continuar a expandir os serviços da Revolut Business na região. A Revolut Business é o serviço bancário empresarial da Revolut. Esta solução encontra-se em funcionamento desde 2017 e foi concebida para atender às necessidades de start-ups, PME familiares e grandes empresas tecnológicas.

Noção de mercados emergentes na banca está morta, diz McKinksey. Ásia concentra crescimento

Os bancos na Ásia-Pacífico podem ganhar com uma perspectiva macroeconómica mais forte, enquanto que os bancos europeus enfrentam uma perspectiva mais sombria. “No caso de uma longa recessão, estimamos que a rendibilidade dos bancos a nível mundial possa cair para 7% até 2026 e para baixo dos 6% nos bancos europeus”, diz a Mckinsey.

Iberdrola quer investir 3 mil milhões em Portugal nos próximos anos

O presidente executivo da Iberdrola anunciou que a empresa quer investir em Portugal, nos próximos anos, três mil milhões de euros, afirmando que gostaria de o fazer ainda durante o mandato do primeiro-ministro, António Costa.
Comentários