Streaming. Media norte-americanos vão gastar mais de 100 mil milhões de euros em novos conteúdos

O investimento da Disney em conteúdo de streaming deverá crescer entre 35% e 40% em 2022, de acordo com as estimativas do Morgan Stanley. Já a Netflix planeia investir no próximo ano 15 mil milhões de euros em novos conteúdos.

The Netflix Inc. website and logo are displayed on laptop computers arranged for a photograph in Washington, D.C., U.S., on Tuesday, Jan. 21, 2014. Netflix Inc., the largest subscription streaming service, is expected to release earnings data on Jan. 22. Photographer: Andrew Harrer/Bloomberg via Getty Images

Os oito principais grupos de media dos Estados Unidos vão gastar 101 mil milhões de euros em novos filmes e programas de TV no próximo ano revela o “Financial Times” esta quarta-feira, 29 de dezembro.

O investimento da Disney em conteúdo de streaming deverá crescer entre 35% e 40% em 2022, de acordo com as estimativas do Morgan Stanley.

Por outro lado, os gastos da Disney nos novos filmes e programas de TV devem chegar aos 20 mil milhões de euros, embora este número aumente para 30 mil milhões, com a inclusão dos direitos desportivos, um valor que significa um aumento de 32% do gasto total com conteúdo em 2021 e mais 65% a partir de 2020.

Já a Netflix planeia investir no próximo ano 15 mil milhões de euros em novos conteúdos, num aumento de 25% em relação a 2021 e 57% em comparação com os 8,8 mil lilhões gastos em 2020. No entanto, o número de assinantes têm vindo a diminuir tanto na Netflix, como no serviço de streaming Disney Plus da Disney nos últimos trimestres.

Os executivos da Netflix atribuem esta quebra a uma programação de conteúdos mais fraca devido aos atrasos na produção como resultado da Covid-19.

Recomendadas

Investimentos em eólicas e solar foram 15 vezes superiores ao nuclear – relatório

Cerca de 350 mil milhões de dólares foram investidos em todo o mundo em projetos de energia solar ou eólica, contra os 24 mil milhões dedicados a projetos de energia nuclear, indica o World Nuclear Industry Status Report.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.

Cleanwatts vai criar uma Comunidade de Energia Renovável em Braga

“Vamos instalar uma Central Fotovoltaica de 1,2 MWp (megawatts-pico), com mais de 2.100 painéis solares, nos telhados da Arquidiocese de Braga, que será integrada numa Comunidade de Energia Renovável”, explica Basílio Simões, fundador e presidente da Cleanwatts.
Comentários