Subida da Euribor: o que deve saber sobre as taxas fixa e variável

No caso dos contratos com a taxa variável (a maioria no nosso país) a prestação do crédito habitação variará consoante as oscilações do indexante escolhido, a Euribor, o que atualmente se traduz num aumento da prestação.

A subida da Euribor vai implicar um aumento significativo na prestação da casa dos consumidores cujo contrato se rege por taxa variável. É com esta preocupação que a DECO alerta os consumidores para, em família, olharem para o orçamento e em conjunto reajustar hábitos de consumos, promovendo uma vida financeira mais robusta, preparada para fazer face a imprevistos.

 

O consumidor deve estar bem informado sobre o seu contrato de crédito habitação. É importante que faça uma escolha responsável e sustentável financeiramente. Para tal, deve rever o seu orçamento familiar e incluir os custos associados ao crédito. O impacto do crédito à habitação nas despesas mensais pode ser medido através da taxa de esforço.

No caso dos contratos com a taxa variável (a maioria no nosso país) a prestação do crédito habitação variará consoante as oscilações do indexante escolhido, a Euribor, o que atualmente se traduz num aumento da prestação.

Ao contrário, a taxa fixa do empréstimo se mantém inalterada durante o prazo acordado com a instituição de crédito. Quando o banco define o valor para a taxa de juro fixa toma como referência a taxa fixa que se pratica no mercado interbancário para o mesmo prazo: a designada taxa de swap.

Mas atenção, é essencial perceber qual a duração da fixação dessa taxa, pois pode não ser garantida a taxa por todo o contrato.

Hoje em dia, são já muitas as famílias que colocam a questão de alterar a taxa variável para fixa, cenário que há alguns meses atrás não seria analisado pelas mesmas, já que que tinham taxas historicamente baixas.

Mesmo quem está hoje a contratar crédito à habitação avalia a opção da taxa fixa em detrimento da taxa variável.  Isto porque quem contrata crédito à habitação com uma taxa fixa não irá ser confrontado com as flutuações da Euribor na sua prestação, uma vez que a taxa de juro do empréstimo se mantém inalterada durante o prazo que tiver sido acordado com a instituição de crédito.

Apesar de nos últimos anos nunca se ter falado tanto das vantagens da taxa fixa como nos últimos tempos, escolher ou alterar o regime da taxa pressupõe que o consumidor considere os prós e os contras de ambas as taxas,  para que esta seja uma decisão financeiramente consciente e informada.

Conte com o apoio da DECO MADEIRA através do número de telefone 968 800 489/291 146 520, do endereço eletrónico deco.madeira@deco.pt. Pode também marcar atendimento via Skype. Siga-nos nas redes sociais Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Youtube! Consulte o site da DECO.

Recomendadas

Gás de garrafa. Preços passam a ter teto máximo a partir de terça-feira

Governo decidiu impor tetos máximos nos preços das botijas até ao final de outubro.

Regras e direitos dos trabalhadores: cinco pontos que deve saber sobre o período de férias

Conheça algumas regras e direitos que todos devem ter em conta no momento da marcação e de usufruto das férias.

17 Dicas essenciais para poupar energia no verão

Se suspira quando pensa na fatura da luz, saiba que é possível poupar energia no verão. Temos 17 dicas para manter a conta da luz baixa e o conforto alto.
Comentários