“Submarinos? Foi um erro de julgamento”, admite Salgado

O antigo presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES) Ricardo Salgado reconheceu que o envolvimento da ESCOM, pertencente ao Grupo Espírito Santo, na compra de submarinos foi um “erro de julgamento”. “Evidentemente, hoje, visto à luz do que aconteceu, foi um erro de julgamento o GES ter entrado nessa operação para a qual eu também […]

O antigo presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES) Ricardo Salgado reconheceu que o envolvimento da ESCOM, pertencente ao Grupo Espírito Santo, na compra de submarinos foi um “erro de julgamento”.

“Evidentemente, hoje, visto à luz do que aconteceu, foi um erro de julgamento o GES ter entrado nessa operação para a qual eu também contribuí com a decisão de participação nessa operação”, declarou Ricardo Salgado.

O antigo banqueiro falava na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do GES, e foi questionado sobre o envolvimento da ESCOM nos submarinos pela deputada do Bloco de Esquerda (BE) Mariana Mortágua.

“Foi uma operação pontual e única. Imediatamente a seguir decidimos não fazer mais nenhuma operação dessa natureza”, concretizou o antigo presidente do BES.

Salgado sublinhou ainda que teve a garantia da administração da ESCOM, onde não estavam membros do GES, de que “não foram pagas comissões a quem quer que seja ao nível político”.

OJE/Lusa

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.