Suíça aprova vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech

Suíça segue-se assim atrás do Reino Unido, Estados Unidos e o Canadá que já estão autorizados a administrar o fármaco.

Genebra, Suíca

A agência reguladora de medicamentos suíça Swissmedic autorizou a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech, cita o “The Guardian” o comunicado da agência este sábado, que garantiu que esta corresponde à primeira aprovação no mundo de acordo com o procedimento padrão.

A Suíça segue-se assim atrás do Reino Unido, Estados Unidos, o Canadá, a Singapura, México e Costa Rica que já estão autorizados a administrar o fármaco.

Dois meses depois de ter recebido o pedido de aprovação, a Swissmedic concedeu a autorização para o uso da vacina após uma revisão contínua dos documentos apresentados pelas farmacêuticas. Outros países como o Reino Unido e os Estados Unidos já aprovaram a vacina para uso de emergência para ajudar a travar a propagação da covid-19.

“Os dados disponíveis até à data mostraram um nível elevado de eficácia em todos os grupos etários investigados, atendendo assim aos requisitos de segurança”, revelou a Swissmedic.

“A segurança dos pacientes é um pré-requisito essencial, especialmente no que diz respeito à autorização de vacinas. Graças ao procedimento de análise e às nossas equipas organizadas de forma flexível, conseguimos chegar a uma decisão rapidamente, ao mesmo tempo em que atendemos totalmente aos três requisitos mais importantes de segurança, eficácia e qualidade”, afirmou o director da reguladora, Raimund Bruhin.

De acordo o jornal britânico, a Swissmedic está também a analisar os pedidos de autorização das vacinas contra a covid-19 desenvolvidas pela Moderna e pela AztraZeneca.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.662.792 mortos resultantes de mais de 74,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se na Itália (67.894 mortos, mais de 1,9 milhões de casos), seguindo-se Reino Unido (66.541 mortos, mais de 1,9 milhões de casos), França (60.229 mortos, mais de 2,4 milhões de casos) e Espanha (48.926 mortos, quase 1,8 milhões de casos).

Recomendadas

Conferência do Jornal Económico debate os grandes temas de 2023

O auditório principal do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) recebeu na passada sexta-feira, 16 de setembro, a conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Primeiro-ministro espanhol testou positivo à Covid-19

Sánchez não disse se estava a sentir-se doente ou se iria cancelar outros compromissos na próxima semana.

Portugal registou 18.315 mil casos e 37 mortes de Covid-19 na última semana

A Direção-Geral da Saúde contabilizou mais 2.049 infeções em comparação à semana anterior.
Comentários