Suíça vende 21 mil milhões em relógios de luxo por ano

A Watches & Wonders 2022 é o evento que nenhum aficionado dos relógios quer perder. Durante cinco dias, a Suíça, país conhecido pela banca, pelos chocolates e (precisamente) pelos relógios, acolhe a maior feira mundial do sector. Os visitantes mergulham de corpo e alma (e de olhos bem abertos) num mundo encantado, onde tudo está programado ao segundo.

Tic, tac, tic, tac… Quer vir connosco numa viagem que vai partir à hora marcada? Já começou em Genebra, a Watches & Wonders 2022, a maior feira de relógios do mundo.

Depois de dois anos a acontecer apenas no formato digital, o megaevento volta em formato híbrido e reúne 38 das mais conceituadas marcas de relojoaria.

A feira decorre até dia 5 de abril, terça-feira, inclusive, na Palexpo, o gigantesco pavilhão de exposições de Genebra.

Durante uma semana, as marcas presentes irão apresentar os seus lançamentos de relógios de luxo para este ano aos profissionais do sector e à imprensa especializada.

O ambiente que se vive, e que o Jornal Económico (JE) está a presenciar in loco, é de grande entusiasmo e expectativa relativamente às novidades que vão ser apresentadas.

A organização está pensada ao pormenor e tudo funciona milimetricamente na perfeição no apoio aos visitantes, ou não estivéssemos na Suíça!

O evento pode ser acompanhado Aqui

Assista ao show da manhã do segundo dia de Feira (hoje) Aqui

As maisons presentes

Estão reunidas neste “salão do relógio” a Vacheron Constantin, a Jaeger-LeCoultre, a Cartier, a Panerai, a Piaget, a Rolex, a Oris, a Patek Philippe, a Tag Heuer, a Hublot, a Zenith e a Chopard, entre outras.

O sector de relojoaria de luxo vive o seu melhor momento . No ano passado, o mercado global de relógios suíços movimentou 22,3 bilhões de francos em valor de exportações, segundo o relatório anual do Morgan Stanley com a consultoria suíça LuxeConsult. O recorde anterior havia sido em 2014, com 22,25 bilhões de francos suíços.

Segundo o atual relatório, as exportações de relógios da Suíça cresceram 31,2% em 2021 em relação a 2020. O primeiro ano da pandemia foi drástico para as manufaturas. Mas o número agora também representa um aumento de 2,7% em relação a 2019. O bom resultado global deve-se principalmente ao aumento do preço médio dos relógios. Isto porque, pasme-se, os consumidores procuram principalmente os modelos mais caros.

 

Recomendadas

A Casa de portas abertas: Open House Porto regressa nos dias 2 e 3 de julho

A 7.ª edição do certame propõe o tema “Casa” para explorar os 74 locais que se abrem à cidade e ao público em 2022. Mais de metade dos espaços dão-se a conhecer em estreia absoluta.

PSD: um líder a chegar e outro à espreita para 2025. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Palácio das Cardosas: um refúgio no coração da Invicta

Integrado na cadeia de hotéis IHG – InterContinental Hotels Group, a unidade hoteleira acaba de inaugurar 23 novos quartos e suítes. A decoração foi inspirada no Porto, com esquemas de cores baseados nos edifícios coloridos da cidade, camas e outros elementos com designs que refletem as seis pontes e um jardim vertical com influência do Jardim Municipal do Horto das Virtudes.
Comentários