Sumol+Compal prevê investir 3 milhões em central fotovoltaica em Almeirim

A Sumol+Compal prevê investir três milhões de euros numa central fotovoltaica na sua unidade de produção e distribuição em Almeirim, Santarém, que deverá atingir a potência instalada de três megawatts-pico (MWp).

“A Sumol+Compal estima investir três milhões de euros numa central fotovoltaica para tornar a sua unidade de produção e distribuição em Almeirim mais sustentável do ponto de vista energético, com a produção de energia renovável para autoconsumo”, anunciou, em comunicado, o grupo.

O projeto vai ser realizado em várias fases, sendo que a primeira já está concluída com a instalação de 1.850 painéis fotovoltaicos, numa área de 11.000 metros quadrados (m2) e numa potência instalada de 1 MWp.

A primeira fase corresponde a 15% das necessidades energéticas daquela fábrica, percentagem que deverá aumentar para 25% com o início da produção de energia da segunda fase, que se espera que fique concluída no início do próximo ano.

No total, o projeto deverá atingir a potência instalada de três MWp, evitando a emissão de cerca de 984 toneladas de dióxido de carbono (CO2).

O grupo disse ainda que esta central abre a oportunidade de, em conjunto com a Câmara Municipal de Almeirim, avaliar formas de disponibilizar os excedentes de energia à comunidade.

“Vivemos um importante momento de decisão sobre as nossas opções de transformação tecnológica e energética, para garantir maior racionalização e eficiência, escolher fontes de energia que reduzam a enorme volatilidade dos custos atuais e cumprindo as nossas metas ambientais”, referiu, em comunicado, o administrador da Sumol+Compal, Jaime Alves Cardoso.

Este responsável sublinhou ainda que uma das prioridades do grupo passa por aumentar a capacidade de produção de energias renováveis, pelo que esta central representa “mais um passo rumo à descarbonização” da atividade produtiva da empresa.

A Sumol+Compal conta com quatro unidades de produção em Portugal e uma em Moçambique e exporta para mais de 70 países.

Recomendadas

Musk avança para a compra do Twitter e ações disparam 22%

O CEO da Tesla, Elon Musk, voltou atrás na negociação e concordou em comprar o Twitter pelo preço original acordado de 44 mil milhões de dólares. As negociações da tecnológica na bolsa norte-americana foram interrompidas aquando do anúncio e retomaram a valorizar 22%.

Amazon congela contratações para a área de retalho

A gigante do comércio eletrónica pausou todas as contratações de executivos para a sua unidade de retalho e interrompeu os processos de recrutamento em curso. Também Google, Apple e Meta já tomaram medidas semelhantes.

Celsius. Depois da insolvência, CEO e co-fundador de saída

O co-fundador e Chief Strategy Officer da Celsius, uma plataforma de criptomoedas, S. Daniel Leon, está de saída. A decisão foi conhecida uma semana depois da demissão do CEO, Alex Mashinky, e poucos meses depois do aberto o processo de insolvência.
Comentários