PremiumSystemic tem cinco novos investidores

Carlos Loureiro, José Galamba de Oliveira, Raúl Marques, Rui Leão Martinho e Vítor Nunes são os novos sócios da consultora fundada por Sofia Santos, que apoia empresas na área da sustentabilidade e ESG.

A Systemic, consultora que opera na área da sustentabilidade corporativa, financiamento sustentável e critérios ESG, tem cinco novos sócios com vasta experiência em gestão e consultoria, que passam a deter 45% do capital: Carlos Loureiro, José Galamba de Oliveira (atual presidente da APS), Raúl Marques e Rui Leão Martinho (ex-bastonário dos Economistas).

Os restantes 55% permanecem nas mãos da fundadora da empresa, Sofia Santos, que revela, em entrevista ao Jornal Económico, os objetivos desta abertura de capital.

O que aportam estes novos sócios ao projeto?
A abertura de capital representa o reconhecimento do tema da sustentabilidade e ESG como áreas de enorme relevância para todas as organizações hoje e no futuro, que sendo nova, precisa de apoio de técnicos especializadas. Na Systemic algumas pessoas na equipa com mais de 20 anos de experiência e que dominam estes temas. Estes novos sócios vêm reforçar a nossa legitimidade reconhecendo o conhecimento técnico da equipa e a sua capacidade de crescimento junto de novos clientes.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Marques Mendes. Pilotos da TAP estão a ameaçar fazer “uma greve completamente imoral”

“Ainda por cima, falando de pilotos, falamos dos trabalhadores mais bem pagos em Portugal. Não apenas na TAP. Mas em todo o país”, disse Marques Mendes.

Ryanair desvaloriza impacto da greve do seu pessoal de cabine, falando em “perturbações menores”

“Menos de 2% dos 9.000 voos da Ryanair previstos para este fim de semana (24/25 e 26 de junho) foram afetados por greves menores e com pouco apoio das tripulações de cabine”

França pondera reabrir uma central de carvão devido à guerra na Ucrânia

A central a carvão em causa é a de Saint-Avold, na fronteira norte com a Alemanha. A ideia é a de reabrir a central provisoriamente, no próximo inverno.
Comentários