Taça de Portugal é o evento desportivo de maior reputação em Portugal, garante estudo

A prova organizada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) teve um impacto reputacional que a fez superar outros acontecimentos desportivos realizados em Portugal como são o caso do Rali de Portugal, a Mini/Meia Maratona de Lisboa, a Volta a Portugal em bicicleta e a Liga Surf.

A Taça de Portugal em futebol, considerada a prova-rainha do futebol português, é o evento desportivo de maior reputação. A conclusão é da Repscore, um estudo de relevância e de reputação emocional das marcas com os portugueses.

De acordo com os resultados recentemente conhecidos, a prova organizada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) teve um impacto reputacional que a fez superar outros acontecimentos desportivos realizados em Portugal como são o caso do Rali de Portugal, a Mini/Meia Maratona de Lisboa, a Volta a Portugal em bicicleta e a Liga Surf.

Este estudo é realizado pela OnStrategy desde 2009 e avalia o posicionamento e os níveis emocional e racional de reputação associados a mais de duas mil marcas em Portugal.

De acordo com o mesmo estudo, a FPF também garantiu a posição de instituição desportiva com maior índice de reputação e de maior reconhecimento na área do desportivo, sendo batida apenas pelas marcas equipamentos desportivos como a Adidas, Nike e New Balance e superando a Puma no top-5 do segmento Desporto.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

Ministro polaco admite aliança de 40 países para boicote dos Jogos Olímpicos de 2024

A posição do governante polaco surge depois do Comité Olímpico Internacional ter aberto a possibilidade de atletas russos e bielorussos poderem participar em competição, mas com bandeira neutra. O organismo defendeu que nenhum atleta pode ser prejudicado devido ao seu passaporte.

Processo que envolve direção do Benfica em segredo de justiça

Os advogados do Benfica referiram hoje que o processo em que a SAD e membros do Conselho de Administração do mandato 2016-2020 foram constituídos arguidos está em “segredo de justiça” e que a divulgação “pode constituir ilícito criminal”.
Comentários