TAP: Cancelamento da greve permite “devolver paz social”, diz João Galamba

“O passo que foi dado pelo sindicato dos tripulantes e pela administração da TAP foi da maior importância, porque permitiu devolver paz social e agora a administração pode dedicar-se juntamente com os sindicatos a mais uma importante fase do Plano de Reestruturação que é a negociação de um novo acordo de empresa”, afirmou o ministro das Infraestruturas.

O ministro das Infraestruturas, João Galamba, disse hoje que o cancelamento da greve na TAP permite “devolver paz social” à transportadora aérea que deve agora “dedicar-se” às negociações “de um novo acordo de empresa”.

“O passo que foi dado pelo sindicato dos tripulantes e pela administração da TAP foi da maior importância, porque permitiu devolver paz social e agora a administração pode dedicar-se juntamente com os sindicatos a mais uma importante fase do Plano de Reestruturação que é a negociação de um novo acordo de empresa”, afirmou.

Na segunda-feira, os tripulantes de cabine decidiram aceitar a proposta da TAP e desconvocar a greve marcada para o período entre 25 e 31 de janeiro.

O governante falava aos jornalistas, em Sines, no distrito de Setúbal, à margem da cerimónia de arranque da Agenda Nexus, liderada pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) no âmbito das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

“A TAP está num processo difícil, está a ter bons resultados, é bom que esses resultados continuem. A TAP terá um recorde de receitas e vai antecipar em cerca de dois anos os resultados que eram esperados em 2025. Isto é da maior importância para o futuro da TAP, mas também permite boas notícias para os trabalhadores e foi isso que o processo negocial conseguiu trazer para todos”, acrescentou.

 

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Moody’s diz que os títulos garantidos por hipotecas portuguesas estão protegidos contra o risco imobiliário

As obrigações hipotecárias portuguesas e os títulos garantidos por hipotecas residenciais (RMBS) têm fortes proteções de crédito (estão sobrecolaterizados), o que irá mitigar o aumento dos riscos do mercado imobiliário, diz a Moody’s Investors Service.

Galp e IKEA querem criar maior rede privada para veículos elétricos com instalação de 278 postos de carregamento

Já estão operacionais postos de carregamento da Galp nos parques de estacionamento nas lojas IKEA em Alfragide, Loures, Loulé, Matosinhos e Braga, e nos centros comerciais Marshopping Matosinhos e Algarve. Todos os espaços comerciais estão equipados com carregadores de 7,4kW e 22kW, e 60kW DC.
Comentários