TAP com novas rotas para Marrocos e Tunísia (com áudio)

A companhia aérea passa a ter mais duas rotas para Marrocos (Agadir e Oujda) e mais duas para a Tunísia (Monastir e Djerba).

A TAP lançou recentemente novos voos para o norte de África, com a inauguração de quatro rotas entre Lisboa e Marrocos (Agadir e Oujda) e Tunísia (Monastir e Djerba).

A companhia anunciou esta segunda-feira, 5 de julho, que, no caso da Tunísia, vai passar a voar para Monastir e Djerba às sextas-feiras e aos domingos, respetivamente, com partidas de Lisboa às 10h10 e com chegadas a Monastir às 13h05 e Djerba com partida às 9:55 e chegada às 12h55. No sentido oposto, as partidas de Monastir são às 13h55, com chegada a Lisboa às 16h45. De Djerba, os voos partem às 14h00 com chegada a Lisboa às 16h55.

No caso de Marrocos, a TAP já conta com voos para Casablanca, Marraquexe e Tanger e acrescenta mais duas rotas. No caso da Agadir, esta rota passa a ser servida por voos da TAP com quatro frequências semanais (segundas, sextas, sábados e domingos), com partidas de Lisboa às 10h55 e chegada a Agadir às 13h35. As partidas de Agadir para Lisboa são às 14h15 com chegada à capital portuguesa às 17h00. Para Oujda, a TAP voa duas vezes por semana, aos sábados e domingos, com partida de Lisboa às 11h40 e chegada a Oujda às 13h45. No sentido inverso, os voos são às 14h25 com chegada a Lisboa às 16h30.

“O lançamento destas rotas faz parte do plano de recuperação da TAP e da retoma progressiva e crescimento da sua atividade, com o reforço da posição da Companhia no Norte de África, alargando a sua oferta a quatro importantes destinos turísticos da região, que registam procura elevada em toda a Europa”, disse em comunicado Christine Ourmières-Widener, CEO da TAP.

Recomendadas

Empresas reafirmam investimento contra riscos cibernéticos

A cibersegurança é uma prioridade para as empresas. O reforço do investimento na proteção de contra ataques mantém-se apesar da conjuntura atual marcada pela subida dos custos. 

Equinix cria fundo solidário de 50 milhões para promover a inclusão digital

A empresa de tecnologia norte-americana criou uma nova estrutura de apoio educativo. O conselho de administração da fundação irá, todos os anos, determinar o montante de doações da fundação, de modo a cobrir a concessão de contribuições ou a correspondência com as ofertas dos colaboradores.

Tecnológica portuguesa Innowave compra Cycloid

Desde 2018 que o grupo tem uma forte estratégia de M&A. “Esta aquisição é mais um passo na nossa estratégia de crescimento, materializada também na criação de centros de competência em Portugal, como é o caso de Lisboa, Porto, Coimbra, Faro e Beja”, afirmou o CEO da Innowave, Tiago Gonçalves.
Comentários