“TAP não está apenas destinada ao fracasso. Merece o fracasso”, defende CEO da Ryanair ao JE

“Qualquer companhia que precise de 3,5 mil milhões de euros em ajudas de Estado de um país com uma população de 10 milhões de pessoas – portanto, 350 euros de cada homem, mulher ou criança em Portugal – não está apenas destinada ao fracasso. Merece o fracasso”, defendeu Michael O’Leary, presidente executivo da Ryanair, nesta “Fast Talk” do JE.

Michael O’Leary continua igual a si próprio. O presidente executivo da Ryanair esteve em Lisboa na semana passada para anunciar 17 novas rotas, mas aproveitou para garantir que em 2022 a low-cost vai transportar mais passageiros de e para Portugal do que a TAP, uma companhia que está a receber ajudas do Estado português que podem chegar a 3,5 mil milhões de euros e que acusa de “estar a cancelar à última hora” 250 slots (autorizações de descolagem e aterragem) por semana. Se a TAP não tivesse esta atitude, defendeu, os outros poderiam estar a “fazer mais” pelo turismo em Lisboa e em Portugal.

Veja na íntegra a entrevista exclusiva de Michael O’Leary, presidente executivo da Ryanair, a Nuno Vinha, subdiretor do JE.

Relacionadas

Premium“Quem cobra como a TAP e perde dinheiro todos os anos só é ameaça para o contribuinte”

Em entrevista ao JE,o presidente executivo da Ryanair acusa a TAP de estar a bloquear o turismo em Lisboa. Quanto a Pedro Nuno Santos é mais comedido: “abrimos uma base na Madeira com o apoio do ministro, não vou agora criticá-lo”.

CEO da Ryanair diz que vai ultrapassar a TAP em número de passageiros em 2022

A Ryanair acredita que vai ultrapassar a TAP em número de passageiros transportados de e para em 2022, com uma previsão de 13,5 milhões de passageiros.
Recomendadas

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.

Região de Coimbra lança Academia Gastronómica para reforçar distinção europeia

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra vai promover, em 2023, um conjunto de iniciativas para reforçar o estatuto de Região Europeia de Gastronomia com que foi distinguida no biénio de 2021-2022.
Comentários