TAP quer aeroporto no Montijo a funcionar no verão de 2018

Companhia aérea portuguesa pede ao Governo que chegue a um consenso com a Força Aérea para que se possam iniciar a construção do novo aeroporto na margem sul.

Paulo Whitaker/Reuters

A transportadora aérea TAP espera que no Verão de 2018 exista já alguma estrutura temporária no Montijo para dar apoio ao aeroporto da Portela. O acionista da companhia, David Neeleman, garante estar a fazer “muita pressão” para que, juntamente com o Governo, se chegue a “um entendimento com a Força Aérea” para desbloquear o processo de construção do novo aeroporto.

Durante o congresso da Associação da Hotelaria de Portugal, David Neeleman incitou o Executivo de António Costa a “sentar-se à mesa e resolver isso logo, montar algo temporário para que possamos abrir, não neste Verão, mas no Verão que vem”.

O gestor da TAP voltou a criticar os custos no aeroporto de Lisboa, dizendo que “a ANA já aumentou o nosso custo 20 vezes desde que o aeroporto foi privatizado. E é inacreditável ver que quanto mais o aeroporto cresce, mais aumenta o custo por passageiro. Cerca de 80% das pessoas que visitam Portugal vêm de avião e, por isso, precisamos de um aeroporto aberto, barato para trazer mais gente”.

Nas palavras de David Neeleman, o segundo aeroporto a operar em Lisboa “tem de ser algo aberto lá”, no Montijo, e as aeronaves estacionadas em Lisboa devem ser deslocadas para a margem sul para não estarem a ocupar os lugares dos aviões “que trazem pessoas a Portugal todos os dias”. Recentemente, o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, recusou comentar a possibilidade de a base aérea do Montijo ser usada como aeroporto de apoio ao tráfego aéreo.

Neeleman adianta que um dos mercados onde a TAP está a apostar são os EUA, onde planeia implementar mais 70 voos semanais durante os próximos três anos.

Recomendadas

CGD vai continuar com uma posição de capital acima da média da Europa, diz Paulo Macedo

O presidente da Comissão Executiva da CGD disse hoje que o banco vai continuar com uma das maiores redes de agências e com uma posição de capital acima da média da Europa e acima dos bancos portugueses.

Alliance Healthcare tem um novo CEO

Paulo Clímaco Lilaia é o novo CEO da Alliance Healthcare, anunciou a empresa que  armazena e distribui produtos farmacêuticos, em comunicado.

Unicórnio Feedzai nomeia David Henshall para o conselho de administração

O antigo presidente e CEO da norte-americana Citrix Systems juntou-se à gestão da empresa liderada por Nuno Sebastião, conhecida pela sua plataforma digital de gestão de risco e fraude financeira.
Comentários