TAP, Ryanair e Emirates entre as companhias aéreas multadas em Portugal por não cumprirem regras

Companhias aéreas podem incorrer de multas entre os 20 mil e os 40 mil euros por cada passageiro desembarcado em território português que não apresente um teste negativo

Desde que Portugal entrou em estado de calamidade a 1 de dezembro, que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) instaurou 155 autos a passageiros e a doze companhias aéreas, adianta o “Público”. Entre as companhias visadas estão a TAP, easyJet, Ryanair, British Airways e Emirates Airlines.

Atualmente, as companhias aéreas podem incorrer de multas entre os 20 mil e os 40 mil euros por cada passageiro desembarcado em território português que não apresente um teste negativo.

Além das multas para as companhias aéreas, os viajantes também incorrem numa contraordenação por não apresentarem um teste negativo válido à entrada do país. Para os passageiros, as coimas podem variar entre os 300 e os 800 euros.

Recomendadas

Grupo Stellantis e DST Solar nas Agendas Mobilizadoras

A inovação verde para a indústria automóvel passa pelas Agendas Mobilizadoras. O ISQ&CTAG irá investir 6,2 milhões de euros.

TAAG recebe aviso de greve dos pilotos com início a 7 de outubro

O Sindicato de Pilotos de Linha Aérea (SPLA) decretou uma greve a partir de 7 de outubro, tendo já sido enviado o aviso de greve à TAAG – Linhas Aéreas de Angola na sexta-feira, anunciou este sábado a companhia aérea angolana.

Infraestruturas de Portugal registou lucro de 32,4 milhões no primeiro semestre

Este valor significa uma recuperação de 71,3 milhões de euros em comparação com os prejuízos de 38,9 milhões de euros verificados no mesmo período de 2021.
Comentários