Taxa de aprovação de Trump atinge mínimo histórico de 35%

A cerca de um mês do primeiro aniversário da sua tomada de posse como presidente dos EUA, Donald Trump regista a mais baxa taxa de aprovação para um presidente norte-americano no primeiro ano de mandato. A maioria dos inquiridos em sondagem da CNN opõe-se à reforma fiscal de Trump.

A cerca de um mês do primeiro aniversário da sua tomada de posse como presidente dos EUA, Donald Trump dispõe de uma taxa de aprovação de 35%, de acordo com uma nova sondagen divulgada hoje pela CNN. Trata-se de um mínimo histórico para um presidente norte-americano no primeiro ano de mandato.

No âmbito da referida sondagen, 59% dos inquiridos dizem reprovar a forma como Trump tem exercido o cargo de presidente dos EUA. Antes de Trump, até aos tempos de Dwight Eisenhower, nenhum outro presidente registou uma taxa de aprovação inferior a 49% no primeiro ano de mandato, destaca o Politico.

Na média de sondagens calculada pela RealClearPolitics, a taxa de aprovação de Trump está neste momento nos 38%, ainda assim um pouco acima da mais recente sondagem da CNN. Nessa sondagem, a recente reforma fiscal lançada por Trump é criticada por uma larga maioria dos inquiridos: 55% são contra essa reforma fiscal, um aumento de 10 pontos percentuais em relação ao mês anterior.

Relacionadas

Novo boneco de Trump no Walt Disney World é alvo de críticas e chacota

A Walt Disney World anunciou ontem que o presidente Donald Trump passou a figurar na Sala dos Presidentes – uma atração baseada em bonecos robotizados dos presidentes norte-americanos – do seu parque de diversões em Orlando, Florida. Mas o boneco de Trump está a ser alvo de polémica, devido ao seu aspecto “horripilante”, descreve o “Business Insider”. […]

Aquecimento global deixa de ser ameaça à segurança dos EUA, decide Trump

Documento de Estratégia de Segurança Nacional vai ser apresentado esta segunda-feira e, ao contrário do anterior, não define o combate ao aquecimento global como “uma prioridade de segurança nacional”.

Trump vai nomear China e Rússia como “competidores”

A nova Estratégia de Segurança Nacional dos EUA, a ser apresentada esta segunda-feira por Trump, vê estes dois países como potências que procuram alterar o equilíbrio de poder global no sentido prejudicial aos interesses americanos.

Assédio e abuso sexual: Treze mulheres acusam Donald Trump

Trump nega a veracidade das acusações, enquanto ao sua embaixadora na ONU, e potencial rival nas primárias republicanas de 2020, diz que as acusadoras “deveriam ser ouvidas”.

Trump quer Homem a dar novos passos na Lua

As novas viagens de tripulações humanas à Lua terão como objectivo a preparação de futuras missões a Marte.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Zelensky diz que não haverá paz enquanto Putin for líder da Rússia (com áudio)

No seu discurso noturno habitual à nação, Zelensky compara os mais recentes referendos ao que foi efetuado na Crimeia e garante que anexar território ucraniano significará “que não há nada para conversar com este presidente da Rússia”.

Banco de Inglaterra compra dívida a longo prazo para travar turbulência

O Banco de Inglaterra anunciou hoje que vai intervir no mercado de dívida, comprando obrigações do Estado para “restabelecer as condições normais de mercado”, numa altura em que os juros britânicos disparam.
Comentários