Taxa de desemprego na Madeira cai 0,2 pontos percentuais

A taxa de desemprego na Madeira fixou-se em 7,3% no segundo trimestre deste ano, menos 0,2 pontos percentuais (p.p) em relação ao anterior e menos 1,1 p.p face ao mesmo período do ano passado, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM) refere que “a estimativa da população desempregada, apurada em 9,6 mil pessoas, diminuiu 10,1% face ao trimestre homólogo (1,1 mil pessoas) e 2,1% comparativamente ao trimestre anterior (cerca de 200 pessoas)”.

Por outro lado, a população empregada fixou-se em 122,5 mil pessoas, aumentando 5,0% em termos homólogos e 1,2% em relação ao trimestre precedente.

A DREM acrescenta que, da população empregada, 4,8 mil pessoas trabalharam a partir de casa, o número mais elevado de sempre na região autónoma, de acordo com o histórico de resultados do Inquérito ao Emprego.

Segundo os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa de desemprego em Portugal no segundo trimestre diminuiu de 5,9%, no primeiro trimestre, para 5,7%. Em relação ao trimestre homólogo, a redução foi de um ponto percentual.

De abril a junho, a taxa de desemprego foi superior à média nacional em três regiões do país (Madeira: 7,3%; Área Metropolitana de Lisboa: 6,8% e Açores: 5,9%) e inferior nas restantes quatro regiões (Norte: 5,5%; Algarve: 5,3%; Centro: 5,2%; e Alentejo: 4,4%).

Recomendadas

Madeira: Novos contratos de arrendamento diminuíram enquanto valor por metro quadrado cresceu

Entre as 25 regiões NUTS III, a RAM posicionou-se como a quarta região com o valor mediano das rendas mais elevado, atrás da Área Metropolitana de Lisboa, do Algarve e da Área Metropolitana do Porto.

Madeira: Sociedade Metropolitana de Desenvolvimento disponibiliza máquina ATM Express na Praça CR7

As caixas ATM são especialmente direcionadas para os turistas, sector que têm vindo a atingir valores históricos na Região.

Madeira supera 1,1 milhões de dormidas no alojamento turístico em agosto

As estimativas para as dormidas de agosto de 2022 superam em 67 mil o valor do mês anterior, passando assim a constituir o registo mensal mais alto de sempre observado no alojamento turístico da Região.
Comentários