Taxa de juro implícita nos créditos à habitação desceu 0,9% em novembro

As taxas de juro implícitas no crédito à habitação caíram em relação ao verificado em outubro, tanto na totalidade dos contratos, como nos celebrados nos últimos três meses, ao contrário dos valores médios das prestações e do capital contratado.

A taxa de juro implícita nos créditos à habitação foi de 0,9% em novembro, comunicou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). Este valor representa uma descida de 1,4 pontos base (p.b.) em relação ao verificado em outubro.

Para os contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa verificada em novembro foi 0,857%, depois de em outubro ter chegado aos 0,914%.

Para os contratos com vista à Aquisição de Habitação, a rubrica mais relevante na análise ao conjunto dos créditos à habitação, a taxa de juro implícita foi de 0,937%, uma descida também de 1,4 p.b. em relação a outubro. Nos empréstimos celebrados nos últimos três meses, a taxa cai para os 0,855%.

Já o valor das prestações e do capital contratado subiram, sendo que a prestação média ficou um euro mais cara do que em outubro, fixando-se em 228 euros, enquanto que o capital médio subiu 270 euros para os 54.915 euros.

Em média, cada prestação divide-se em 81% de amortização e 19% para pagamento de juros, sendo que, nos últimos três meses, os contratos celebrados verificam uma prestação média de 297, mais 7 do que em outubro. Nos créditos contratados nos últimos três meses, o montante médio do capital em dívida é agora de 111.851 euros, mais 2.124 do que no mês passado.

Recomendadas

Dificuldades em pagar as contas? Processo de insolvência singular pode ser um caminho

O consumidor em situação ou na iminência de incumprimento e sem qualquer perspetiva, a médio ou longo prazo, de que a sua situação financeira se altere poderá recorrer ao tribunal para pedir a insolvência singular.

Comparadora de seguros HelloSafe recebe mais quatro milhões para expandir em Portugal

“Este financiamento irá apoiar a nossa ambição de nos tornarmos a plataforma internacional número um em Portugal para comparar produtos financeiros e de seguros”, diz Oleksiy Lysogub, cofundador da empresa canadiana. ‘Insurtech’ vai contratar 40 pessoas.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.
Comentários