Taxa de vagas de emprego de 2,6% na zona euro no terceiro trimestre

Em comparação com o terceiro trimestre de 2019, antes da COVID-19, as taxas de vagas aumentaram em 0,4 pontos percentuais (p.p) na zona euro e 0,3 p.p.

Rafael Marchante/Reuters

O Eurostat revelou, esta quarta-feira, que as taxas de vagas de emprego foi de 2,6% em dezembro na zona euros e de 2,4% ao nível da União Europeia (UE) no terceiro trimestre.

Assim, o Eurostat apontou que “no terceiro trimestre de 2021, a taxa de empregos vagos foi de 2,6% na zona euro, face a 2,3% no trimestre anterior e 1,7% no terceiro trimestre de 2020”. Por sua vez, a taxa de vagas de emprego na UE foi de 2,4% no terceiro trimestre de 2021 face aos 2,2% no trimestre anterior e 1,7% em período homologo de 2020.

Em comparação com o terceiro trimestre de 2019, antes da COVID-19, as taxas de vagas aumentaram em 0,4 pontos percentuais (p.p) na zona euro e em 0,3 p.p. na UE.

Entre os Estados-Membros a oferta de emprego mais elevada, no terceiro trimestre de 2021, foram registradas na República Checa (5,1%), Bélgica (4,7%) e Holanda (4,2%). Por outro lado, as taxas mais baixas foram observadas na Grécia (0,7%), bem como na Bulgária e na Espanha (ambas 0,8%). Portugal obteve 1,2%, abaixo da média europeia, mas superior às taxas europeias mais baixas.

Face ao mesmo trimestre no ano anterior, a taxa de empregos vagos aumentou em vinte e cinco Estados-Membros e diminuiu em dois. As diminuições foram registadas na República Checa (menos 0,2 pp) e na Bulgária (menos 0,1 pp). Os maiores aumentos foram observados na Holanda (mais 1,7 pp), Dinamarca (mais 1,5 pp) e Bélgica (mais 1,4 pp).

Recomendadas

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.

Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.

Governo quer atualizar os escalões do IRS em 5,1% em 2023

O Governo decidiu rever em alta o referencial dos aumentos salariais, puxando-o para o valor do aumento da massa salarial da Função Pública: 5,1%. Será esse o número que será usado para atualizar os escalões do IRS.
Comentários