Teleperformance vai investir 1,2 milhões de euros na primeira ‘Arena eSports’ do país

O investimento de 1,2 milhões de euros inclui a construção da ‘Arena Esports’, o desenvolvimento de um Virtual reality lab, a aposta no metaverso e ainda a organização da convenção PXP – evento de lançamento, no dia 27 de maio, em Lisboa.

A Teleperformance, multinacional francesa de prestação de serviços de integração digital, com presença em Portugal, vai investir 1,2 milhões de euros no mercado dos videojogos em Lisboa, através da criação da primeira arena de eSports em território nacional.

O sector dos videojogos tem consolidado a sua posição a nível mundial como um dos mais valiosos e com maior perspetiva de crescimento. Portugal, tendo em conta a sua dimensão, ainda não assume o peso dos seus congéneres europeus, mas destaca-se devido ao talento na componente do desenvolvimento e promoção de eventos.

O investimento de 1,2 milhões de euros inclui a construção da ‘Arena Esports’, o desenvolvimento de um Virtual reality lab, a aposta no metaverso e ainda a organização da convenção PXP – evento de lançamento, no dia 27 de maio, em Lisboa. O evento conta com a presença de algumas das maiores empresas do sector tecnológico a nível mundial, como a Microsoft, Meta, Linkedin, Ubisoft, Activision Blizzard, entre outras.

Augusto Martinez Reyes, presidente-executivo da Teleperformance Portugal, afirma que o investimento na área de gaming “foi também realizado a pensar nos nossos colaboradores. Desta forma estamos a criar mais ferramentas para responder de forma eficiente aos desafios lançados pelos nossos clientes”.

Recomendadas

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.

Empresa aeronáutica prevê 6 milhões para começar a produzir aviões em Cabo Verde

“Venho elaborando este projeto já há dois anos, criei a empresa Aeronáutica Checo-Cabo-verdiana, empresa que irá produzir os aviões da Orlican e Air Craft Industries em Cabo Verde”, afirma Mónica Sofia Duarte.

BPI e FCT financiam 20 projetos e nove ideias para o desenvolvimento sustentável no Interior

A edição de 2022 do Programa Promove, uma iniciativa da Fundação “la Caixa”, em colaboração com o BPI e em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), concedeu apoios a fundo perdido de perto de 3,6 milhões a um total de 20 projetos e nove ideias destinados a impulsionar o desenvolvimento sustentável de regiões do interior de Portugal.
Comentários