Tempestade de neve nos EUA já cancelou mais de 3.500 voos

A tempestade de neve estende-se desde o lado oriental do estado da Virgina até ao Maine, no extremo nordeste do país, e está previsto que a altura da neve chegue aos 30 centímetros, chegando a 60 centímetros em locais como a zona metropolitana de Boston, a capital do estado do Massachusetts.

Mais de 3.500 voos foram cancelados hoje devido à forte tempestade de neve que se abateu desde a madrugada no nordeste dos Estados Unidos da América, com as temperaturas a desceram bem abaixo dos zero graus.

Às 09:30 de Nova Iorque, 14:30 em Lisboa, 3.520 voos tinham sido cancelados, de acordo com o ‘site’ FlightAware, citado pela agência espanhola de notícias, a Efe, que dá conta de que 886 voos tinham partida marcada do aeroporto JFK, em Nova Iorque, e mais 556 teriam como ponto de saída o aeroporto de La Guardia, além de 608 que foram suspensos em Newark, no estado de New Jersey.

A tempestade de neve estende-se desde o lado oriental do estado da Virgina até ao Maine, no extremo nordeste do país, e está previsto que a altura da neve chegue aos 30 centímetros, chegando a 60 centímetros em locais como a zona metropolitana de Boston, a capital do estado do Massachusetts.

Os estados de Nova Iorque e Nova Jersey acordaram cobertos de neve e as autoridades locais pediram às pessoas para ficarem em casa, tendo decretado o estado de emergência.

Recomendadas

Pelo menos 41 mortos em incêndio em igreja copta no Egipto

Pelo menos 41 pessoas morreram e outras 14 ficaram feridas num incêndio ocorrido hoje numa igreja no Cairo, informou a Igreja Copta.

União Europeia aconselha Sérvia e Kosovo a pararem retórica incendiária

A União espera que na próxima reunião, marcada para 18 de agosto, os líderes da Sérvia e do Kosovo discutam todos os temas e desafios existentes e que parem de aumentar a tensão entre ambos.

PremiumManobras militares chinesas terminaram, tensão mantém-se

Depois de uma semana com os maiores exercícios militares feitos ao largo de Taiwan, a China mantém a pressão com promessas de patrulhar a região, para evitar veleidades independentistas, e com sanções económicas.
Comentários