Ter estudos é sinónimo de melhor salário em Portugal

Na OCDE, 68% dos adultos com ensino superior têm remuneração maior do que a mediana. Em Portugal, o número sobe para 80%.

Estudar protege do desemprego e implica um salário maior nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), grupo em que Portugal está incluído, conclui o “Education at Glance 2018”.

Na OCDE a probabilidade de ganhar um salário maior que a mediana aumenta com o nível de educação: 68% os adultos com ensino superior têm remuneração maior do que a mediana. Em Portugal esse número sobe para 80%.

“Estudar mais em Portugal protege no desemprego e, em termos salariais, compensa imenso”, destaca Cláudia Sarrico, analista de políticas de ensino superior da OCDE.

Estes e outros dados sobre o ensino superior português vão ser discutidos na conferência inaugural da 1ª sessão da Convenção Nacional do Ensino Superior 20/30, lançada pelo CRUP – Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas. O primeiro encontro tem como tema “O ensino superior e a qualificação dos portugueses: o que falta fazer?” e vai decorrer no ISCTE-IUL, a 7 de janeiro de 2019.

Cláudia Sarrico e Pedro Teixeira, diretor do CIPES, participam nos debates, a que se juntam nomes como Pedro Adão e Silva, Maria Mota e Poiares Maduro, que vão discutir os dados apresentados. A moderação ficará a cargo de João Sàágua, reitor da Universidade Nova de Lisboa e a sessão de encerramento será presidida pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

Recomendadas

Continental Engineering Services quer contratar 200 pessoas e duplicar efetivos até final de 2023

A subsidiária do Grupo Continental, que fornece serviços de engenharia às indústrias, abre as suas portas na cidade Invicta ao primeiro ‘OPEN DAY’ no próximo dia 29 de setembro para um primeiro contacto com jovens candidatos.

Gulbenkian lança 500 novas bolsas de mérito para alunos com baixos recursos e notas altas

Podem candidatar-se os alunos colocados no ensino superior, através do concurso nacional, com nota de entrada igual ou superior a 17 valores e rendimento familiar anual per capita até 12 mil euros. Candidaturas decorrem entre 1 e 24 de outubro.

Empresa Dynasys e Universidade de Coimbra desenvolvem armário de desinfeção inovador

O sistema pode ser crucial para prevenir a disseminação de infeções em lojas de roupa e calçado, onde os itens são amplamente manipulados, mas também em espaços como hospitais, laboratórios, ginásios, escolas e empresas.
Comentários