Tesla fecha acordo de cinco anos com chinesa Yahua para fornecimento de lítio

O valor total do contrato, assinado pela subsidiária da Yahua, a Yaan Lithium, cifra-se entre os 630 e os 880 milhões de dólares (718 milhões de euros) para o período entre 2021 e 2025.

A empresa chinesa, Yahua, vai ser a fornecedora de lítio da Tesla durante os próximos cinco anos. O lítio é a matéria mais importante na produção de carros elétricos, uma vez que é utilizada nas respetivas baterias, avança a “Reuters”.

A Yahua, com sede na província de Sichuan, sudoeste da China, informou que o valor total do contrato, assinado pela sua subsidiária Yaan Lithium, cifra-se entre os 630 e os 880 milhões de dólares (718 milhões de euros) no período entre 2021 e 2025, de acordo com um arquivo da bolsa de valores de Shenzhen, consultado também pela “Reuters”.

Analistas da Daiwa Capital Markets disseram que o valor se traduziu no total da aquisição de hidróxido de lítio, entre 63 a 88 mil toneladas, ou 12.600 a 17.600 toneladas por ano.

Em maio de 2020, a Yahua colocou em operação uma fábrica de hidróxido de lítio que produz 20 mil toneladas por ano na cidade de Yaan, mais do que o dobro da sua capacidade anterior, mesmo com os preços a cair para mínimos de vários anos devido ao excesso de oferta e ao impacto da pandemia de Covid-19 na procura por lítio.

A Tesla, que começou a entregar os primeiros veículos de sua “gigafábrica” em Xangai durante  dezembro de 2019, já tinha um acordo para a compra de lítio produzido por outra empresa chinesa, uma das maiores do mundo deste setor, a Ganfeng Lithium.

O acordo com a Yahua sublinha a “forte procura” da Tesla por hidróxido de lítio para as baterias, “particularmente em vista do aumento da produção do Model Y” em Xangai, escreveram os analistas da Daiwa numa nota a que a “Reuters” teve acesso.

“Esperamos que a Ganfeng continue a ser o principal, ou mesmo o maior, fornecedor de hidróxido de lítio da Tesla devido a essa forte procura.” A Tesla garantiu no mês passado permissão para começar a vender o veículo utilitário desportivo Model Y na China.

Recomendadas

Nextbitt quer ganhar terreno no exterior enquanto investe no desenvolvimento tecnológico aliado à sustentabilidade

Numa conversa com jornalistas durante a manhã desta quarta-feira, Miguel Salgueiro, partner da NextBITT, deu a conhecer a estratégia delineada pelo grupo para a evolução da sua oferta e da sua plataforma visando os desafios ambientais com os quais o sector se depara.

Mercado das Tecnologias da Informação vai ultrapassar os 5 mil milhões em Portugal este ano, estima IDC

Os especialistas da consultora anteveem ainda que a transformação digital vá representar metade de todo o investimento nacional em TIC o até o final de 2025.

5G pode impactar PIB português em 18 mil milhões de euros até 2030, estima Ericsson

Apesar do enorme potencial, Andrés Vicente, CEO da Ericsson Iberia, aponta severos atrasos na implementação desta tecnologia em Portugal e na Europa. “Ao contrário de outras economias europeias, Portugal não colocou o 5G como vetor independente do PRR”, alerta este responsável em entrevista ao JE.
Comentários