Títulos da Netflix negociados a mais de 6% nesta sexta-feira após anúncio de grande aumento de subscritores

O incremento na confiança dos investidores deve-se sobretudo aos números divulgados pela marca, que deram a conhecer o aumento de 7,66 milhões de novos subscritores da plataforma de ‘streaming’ no quarto trimestre.

10 – Netflix (223 milhões de downloads)

Os títulos da Netflix foram negociados a mais 6% na abertura dos mercados desta sexta-feira, alcançando os 334,33 dólares (308,41 euros à taxa de câmbio atual). Fruto do aumento do número de subscritores bastante acima do esperado no quarto trimestre de 2022, verificou-se um crescimento ao nível da confiança dos investidores na plataforma de streaming, segundo reporta o portal “Business Insider”.

Em causa estão os dados divulgados nesta quinta-feira pela própria empresa, que colocam o número de novos subscritores relativos ao quarto trimestre nos 7,66 milhões, à escala global. Um valor que supera as expetativas, que estavam fixadas em 4,57 milhões, de acordo com a divulgação do portal especializado StreetAccount. No mesmo dia, foi tornado público que o co-fundador da plataforma deixava de ser co-CEO. Já hoje, soube-se que Hastings passava ocupar o cargo de chairman.

Apesar do aumento na quantidade de subscrições, a nível de receitas, os resultados da Netflix desiludem, com receitas na ordem de 0,12 dólares (0,11 euros) por ação, bastante abaixo dos 0,45 dólares (0,41 euros) que eram esperados pelos analistas.

A Netflix tem travado uma luta com as outras gigantes plataformas de streaming, tendo como rivais a HBO Max e Disney+, por exemplo, na procura por subscritores dos seus serviços. Neste contexto, os pacotes mais baratos com anúncios têm-se mostra fulcrais para as contas da empresa.

 

Recomendadas

Premium“Vamos continuar a trabalhar as duas marcas em separado”

Neves e Almeida e CEGOC vão trabalhar em autonomia e com equipas de gestão próprias, mantendo a identidade de cada marca.

Moçambique/Ataques: TotalEnergies pede avaliação a especialista humanitário

A petrolífera quer saber se há condições para retomar o projeto de exploração de gás que estava a construir na região.

CP alerta para perturbações na circulação entre 8 e 17 de fevereiro devido a greves

A empresa indicou também que a informação será atualização, caso venham a ser definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral.
Comentários