“Todas as minhas remunerações sempre constaram das minhas declarações de rendimento”, esclarece Miguel Frasquilho

O atual ‘chairman’ da Tap Air Portugal refere que nunca deu indicações para reportar valores diferentes daqueles que lhe eram devidos entre os quais os que foram feitos aos seus familiares.

Cristina Bernardo

O atual ‘chairman’ da Tap Air Portugal, Miguel Frasquilho, já reagiu à notícia do Expresso que dava conta de um alegado favorecimento de seus familiares no chamado saco azul do Grupo Espírito Santo (GES) em 54 mil euros. Em comunicado esclarece que todas as suas remunerações, ou as dos seus familiares diretos, sempre constaram das suas declarações de rendimento anuais e que as apresentou perante o fisco.

“Nunca dei a qualquer entidade patronal minha nenhuma indicação para reportar valores diferentes daqueles que efetivamente me eram devidos (entre os quais, os que foram feitos aos meus familiares)”, afirma Frasquilho.

Frasquilho diz no comunicado que “desconhecia totalmente” a existência da empresa ‘Espírito Santo Entreprises’, até ter ouvido falar dela na Comissão Parlamentar de Inquérito do BES acrescentando que “desconhece totalmente” a razão por que a origem dos fundos foi esta.

“Mais quero referir que nunca possuí qualquer conta bancária fora de Portugal, e muito menos estive em algum momento ligado a qualquer offshore que fosse, como também pode ser facilmente comprovado”, realça.

Frasquilho explica que tem a consciência “absolutamente tranquila” e que já “pediu” e “possui” uma certidão da Autoridade Tributária e Aduaneira que comprova que não tem “quaisquer dívidas ou pagamentos em atraso” referindo que dá este assunto “por encerrado”.

O ‘chairman’ da Tap Air Portugal de forma a que “não restem quaisquer dúvidas” clarifica que já pediu à Autoridade Tributária e Aduaneira uma “inspeção rigorosa” à sua atividade fiscal nos anos visados de 2009, 2010 e 2011.

Com isto Frasquilho pretende se por “seu desconhecimento”, existir “qualquer falta” a possa “regularizar” de imediato.

Relacionadas

Pais e irmão de Miguel Frasquilho terão recebido 54 mil euros do saco azul do GES

A Espírito Santo Enterprises fez seis transferências para a família do ex-secretário de Estado do Tesouro e das Finanças entre 2009 e 2011, a partir de uma conta no Banque Privée Espírito Santo, na Suíça.
Recomendadas

BPI distribui presentes de Natal a crianças no país

A edição de 2022 deverá mobilizar milhares de pessoas – entre trabalhadores sociais, voluntários, colaboradores e clientes do banco – para realizar os desejos de crianças apoiadas por instituições sociais que lutam contra a pobreza infantil em todo o país.

Exigir participação de mulheres em conferências é o novo grito pela igualdade

O BNP Paribas Portugal assumiu o compromisso de garantir 40% de mulheres no Comité Executivo do Banco e no G100 até 2025 e de não participar em conferências em cujos painéis não estejam mulheres. Acordo com movimento francês Jamais Sans Elles foi oficializado no dia 10 de novembro.

João Gonzalez é um dos cinco nomeados para os Prémios do Cinema Europeu 2022

Com 34 prémios e mais de 90 seleções oficiais de festivais de todo o mundo, o filme de João Gonzalez, “Ice Merchants”, é agora um dos cinco nomeados para os Prémios do Cinema Europeu, na categoria de Melhor Curta-Metragem. A 10 de dezembro serão conhecidos os vencedores.
Comentários