Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e economia esta quinta-feira

O BdP e BCE divulgam as estatísticas de novos empréstimos em abril, com o mercado a contabilizar já as esperadas subidas das taxas de juro na zona euro, numa medida que muitos analistas e responsáveis nacionais de bancos centrais vêm sugerindo com insistência crescente, perante a pressão criada pela inflação.

Evento em destaque: BdP e BCE divulgam estatísticas de novos empréstimos em abril

O mercado começa a contabilizar já as esperadas subidas das taxas de juro na zona euro, numa medida que muitos analistas e responsáveis nacionais de bancos centrais vêm sugerindo com insistência crescente, perante a pressão criada pela inflação. A Euribor tem vindo a bater máximos de vários anos nas maturidades de seis e doze meses, mostrando uma clara tendência ascendente, pelo que os dados de quinta-feira poderão começar a mostrar alguns dos efeitos na concessão de crédito.

Outros eventos em foco:

  • Mota-Engil paga dividendos de 5,175 cêntimos por ação
  • Espanha: Desemprego em maio
  • Rússia: Reservas do Banco Central
  • Reunião mensal da OPEP+
  • Conferência: ‘Futuro da Inteligência Artificial na Experiência do Cliente’, organizada pela Accenture e Talkdesk, em parceria com o Jornal Económico
Recomendadas

“Não me choca que haja ajustamentos salariais que acompanhem a inflação”, diz Teixeira dos Santos

Na atual conjuntura, Teixeira dos Santos diz o Estado não pode corrigir o comportamento dos mercados. Sobre os salários, diz que não vê perigo em eventuais ajustamentos em linha com a inflação.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira, 30 de junho

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quinta-feira.

NATO. Stoltenberg responsabiliza Putin pela crise alimentar global

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, responsabilizou esta quinta-feira a Rússia pela crise alimentar global por ter invadido a Ucrânia e assegurou o empenho dos aliados em encontrar soluções para retomar a exportação de cereais ucranianos.
Comentários