Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta sexta-feira

Destaque esta sexta-feira para a China, que deverá divulgar os índices de preços no consumidor e na produção. Estão agendadas publicações do INE relativas à habitação, bens e serviços. No Reino Unido, no rescaldo da morte da rainha Isabel II, Carlos III deverá fazer o seu primeiro discurso enquanto rei.

China

Evento em destaque: China divulga índices de preços no consumidor e na produção

Num ciclo completamente distinto da Europa e EUA, a China vai-se debatendo com crescimentos fracos e uma bolha imobiliária, além da ameaça dos efeitos da pandemia na economia, caso sejam detetados novos casos de Covid-19 e decretados mais confinamentos.

Outros eventos em foco

  • INE publica Índices de Volume de Negócios Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços em julho
  • INE divulga Estatísticas do Comércio Internacional de Bens de julho
  • INE publica Índice de Custos de Construção Habitação Nova em julho
  • Eurogrupo realiza reunião mensal
  • Brasil: Inflação em agosto
  • Rússia: Inflação em agosto
  • Reino Unido: primeiro discurso de Carlos III, após a morte da rainha Isabel II
Recomendadas

Santana Lopes perspetiva ano económico “muito difícil” em 2023

Santana Lopes mencionou também o aumento “escandaloso” de quatro vezes a taxa base do custo da tarifa de tratamento dos resíduos sólidos urbanos a pagar à Empresa de Resíduos Sólidos Urbanos do Centro (ERSUC), cujo acionista base é privado.

Preços da energia em Itália vão subir ainda mais apesar de já estarem elevados

O Executivo de Roma já dedicou este ano 60 mil milhões de euros a medidas para procurar reduzir o impacto da subida destes preços.

Crise/inflação: Costa recusa razões para alarmismo sobre panorama dos créditos à habitação

António Costa procurou assegurar que o seu Governo está “atento” face ao impacto da subida dos juros nas prestações a pagar pelas famílias com créditos à habitação.
Comentários