Topo da agenda: o que vai marcar a atualidade esta quinta-feira

O foco principal deverá estar no Pandemic Emergeny Purchase Programme, o programa de compra de ativos do BCE lançado em março no valor 750 mil milhões de euros. Em Portugal, há reunião plenária com discussão de propostas sobre Zona Franca da Madeira.

Ralph Orlowski/Reuters

O evento em destaque esta quinta-feira é a reunião de política do Banco Central Europeu (BCE), que vai ‘recalibrar’ as ferramentas monetárias.

Christine Lagarde fez o anúncio na reunião anterior, em novembro, e já o reiterou diversas vezes: o BCE vai ‘recalibrar’ todas as ferramentas monetárias na reunião do Conselho de Governadores de dezembro, na qual vai anunciar também novas projeções económicas, revendo em baixa as divulgadas em setembro devido ao impacto dos novos confinamentos.

O foco principal deverá estar no Pandemic Emergeny Purchase Programme (PEPP), o programa de compra de ativos lançado em março no valor 750 mil milhões de euros, que em junho deste ano foi aumentado para 1,35 biliões de euros. Lagarde tem dito que este programa tem mostrado a a sua eficácia no atual ambiente e pode ser dinamicamente ajustados para reagir à evolução da pandemia.

Dessa forma, os analistas esperam um aumento de 500 mil milhões no programa, acompanhado de um prolongamento do prazo do final de junho para o fim do próximo anos. O Asset Purchase Programme, o programa de compra de ativos ‘tradicional’, deverá também ser aumentado dos atuais 20 mil milhões por mês, e o BCE deverá também estender as TLTRO, operações de financiamento para a banca a taxas de juro baixas, deverão ser renovadas.

Outros eventos em foco

  • INE divulga Estatísticas do Comércio Internacional de outubro
  • INE publica Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria em outubro
  • Brasil: vendas a retalho e outubro
  • EUA: Inflação em novembro
  • EUA: novos pedidos de subsídio de desemprego na semana até 5 de dezembro
  • Assembleia da República: Reunião plenária, inclui discussão de propostas sobre a Zona Franca da Madeira
Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Vieira da Silva desaconselha mudança da lei das pensões. “É mais sensato suspender”

Para o ex-ministro Vieira da Silva, seria mais sensato suspender a lei da atualização das pensões, não sendo este o momento para proceder a alterações à fórmula legal.

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.
Comentários